Quarta-Feira, 08 de Agosto de 2018, 14h:41

Tamanho do texto A - A+

No Senado, Wellington exalta aliança e promete governo de justiça social

Por: REDAÇÃO

O senador Wellington Fagundes (PR-MT) destacou o amplo apoio obtido por sua candidatura ao Governo do Estado, aprovada oficialmente no último domingo. Ele disse representar uma coligação de dez partidos políticos – o que confere também maior tempo de propaganda. A chapa tem o nome “A Força da União” e pretende, segundo ele, fazer um Governo voltado para as pessoas.

 

Reprodução

Fagundes

 

“Eu tenho certeza de que, pela experiência na Câmara dos Deputados e no Senado, haverei de fazer um bom governo, mas principalmente um governo da justiça social” – ele ressaltou.

 

Fagundes celebrou o fato de ter uma mulher como candidata a vice-governadora, Sirlei Theis (PV), que é servidora pública e já ocupou o cargo de secretária-adjunta de Segurança Pública. Segundo o senador, trata-se de uma das pessoas mais capacitadas nesse setor e que será fundamental em seu Governo.

 

Wellington  lembrou que Mato Grosso tem 720 km de divisa seca com a Bolívia e mais 200 km de divisa fluvial, 900 km “praticamente desprotegidos pela presença do Estado”. Esse fato é um dos responsáveis pela violência, sobretudo devido ao tráfico de drogas, alavancados por outros crimes transnacionais.

 

Ao destacar a força da mulher, o senador republicano destacou ainda a presença na chapa majoritária da ex-reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Maria Lucia Cavalli Neder, do PCdoB, que disputará uma vaga ao Senado. A outra vaga é ocupada pelo produtor rural Adilton Sachetti, atual deputado federal pelo PRB.

 

Os partidos que compõe a chapa são o PR, PV, PRB, PCdoB, PP, PT, PTB, PMN, PROS e Podemos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei