Quinta-Feira, 08 de Novembro de 2018, 09h:59

Tamanho do texto A - A+

Nilson Leitão e presidente da Famato aprovam escolha de ministra

Por: LEONARDO HEITOR

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, parabenizou a escolha da deputada federal e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Tereza Cristina da Costa Dias (DEM), para substituir o senador Blairo Maggi (PP) no cargo, no próximo governo, no Ministério da Agricultura.

 

FPA

Deputada Tereza FPA

 

O anúncio foi feito nas redes sociais do presidente da República eleito no último dia 28 de outubro, Jair Bolsonaro, que assume o Palácio do Planalto no dia 1º de janeiro de 2019. Para o presidente da Famato, a escolha foi excelente.

 

"A Tereza Cristina é produtora rural e agrônoma. Tem liderança e representatividade, já que é deputada federal, além de presidir a FPA. É uma escolha muito positiva, além de ser uma mulher, o que desmistifica um pouco essa coisa do Bolsonaro ser agressivo. Vemos de uma forma muito boa e terá o total apoio da Famato", disse Normando.

 

Ex-presidente da FPA, o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) também considerou muito boa a indicação de sua sucessora para o ministério. De acordo com o parlamentar, a ida de Tereza Cristina é importante pela representatividade feminina e pelas qualidades técnicas da sul-mato-grossense. 

 

"A Tereza é do setor, produtora e engenheira agrônoma. Já foi secretária no Mato Grosso do Sul, minha vice-presidente em 2017 na FPA e assumiu quando deixei o cargo para ocupar a liderança do PSDB na Câmara. É uma grande amiga, competente, conciliadora e conhece bem do setor. Não tenho dúvidas de que ela fará um grande trabalho. O presidente Bolsonaro pediu para a Frente apresentar nomes e ela foi escolhida por todos nós. Isso acabou agradando o futuro presidente, também por ser mulher, tirando as especulações de que as mulheres não seriam contempladas em seu ministério", apontou. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei