Sexta-Feira, 11 de Agosto de 2017, 07h:34

Tamanho do texto A - A+

Maggi diz que MT tem problema nas mãos, defende venda de vagões e retomada do BRT

Por: RENAN MARCEL/PABLO RODRIGO

Diante dos efeitos imediatos da Operação Descarrilho e das dificuldades financeiras e judiciais para concluir as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), volta a defender a implantação do Bus Rapid Transport, o BRT, entre Cuiabá e Várzea Grande.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

blairo maggi

 Ministro diz que o BRTé mais econômico e a venda dos vagões do VLT pode ser uma "saída" para o governo de Mato Grosso

Há poucos meses, Maggi considerava que não havia mais como desistir da implantação do modal, apesar dos problemas enfrentados.

 

O VLT está com as obras paralisadas desde dezembro de 2014 e a negociação entre o governo e o consórcio de empresas foi suspensa nesta semana, justamente por conta da operação da Polícia Federal.

 

Agora, Maggi avalia que “Mato Grosso tem um problema na mão”.

 

“O que fazer com o que foi comprado? Se achar de vender, me parece uma saída”, diz.

 

O VLT tem 40 vagões que custaram R$ 497,9 milhões. Desses, pelo menos oito foram comprados “a mais”, somando uma despesa desnecessária de R$ 120 milhões, classificados como prejuízo pelo Ministério Público Federal (MPF).

 

“Não tenho os números atualizados, tem que fazer as contas, mas me parece uma saída [vender os vagões]. Ainda continuo achando que o BRT é mais econômico na implantação e no dia a dia para operar”, defende o ministro.

 

De acordo com as informações do MPF, os vagões foram comprados antecipadamente para facilitar o esquema de propina coordenado pelo ex-secretário da Secretaria Extraordinária da Copa, Maurício Guimarães, a mando do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

  

A ideia de retomar o BRT não é descartada também no Palácio Paiaguás, que encara todas as possibilidades e pretende rediscutir a melhor opção de modal. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto