Terça-Feira, 10 de Outubro de 2017, 14h:41

Tamanho do texto A - A+

Justino faz reunião de emergência para evitar confronto entre vereadores

Por: FELIPE LEONEL

O presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Justino Malheiros (PV), teve que fazer uma reunião de emergência na sala da Presidência para acalmar os ânimos de alguns parlamentares na sessão ordinária desta terça-feira (10). Ele foi obrigado a suspender a sessão por aproximadamente 45 minutos para conversar com os parlamentares daquela Casa, que vive uma crise interna por falta de recursos.

 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

justino malheiros

 Presidente Justino Malheiros 

O vereador Felipe Wellaton (PV) foi o único que permaneceu no plenário. Informações de bastidores dão conta que dois parlamentares, Wellaton e Renivaldo Nascimento (PSDB), não estariam se dando muito bem na Câmara. Os dois teriam tido uma discussão acalorada momentos antes da sessão ser iniciada nesta terça.

 

 

A reunião, segundo alguns parlamentares, era para evitar a “troca de farpas” entre os parlamentares durante a sessão, ao vivo na televisão, com pessoas nas galerias e a imprensa presente no local.

 

 

Segundo alguns vereadores, Wellaton é “persona non grata” nos corredores da Câmara, pois ele é tido como um dos responsáveis pela demissão de 460 funcionários comissionados, públicada no Diário Oficial de Contas que circulou nesta terça. Em nota à imprensa, o presidente Justino Malheiros disse que a demissão foi necessária para adequar a Câmara à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

 

 

Para que a dispensa em massa fosse evitada, o orçamento da Câmara de Cuiabá precisaria ter dido suplementado em R$ 6,7 milhões, o que não ocorreu. O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) tentou realizar o repasse dois dias após a tentativa de criar a “CPI do Paletó”, que teria como objetivo investigar o vídeo em que Pinheiro aparece recebendo propina.

 

 

A tentativa de suplementação foi alvo de uma ação na Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, impetrada por Wellaton, que pedia a suspensão do repasse e o afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro do cargo. O juiz Luis Aparecido Bertolucci Junior, titular da Vara, acatou parcialmente o pedido de Wellaton e suspendeu o repasse.

 

 

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) também suspendeu o repasse e o Ministério Público de Mato Grosso investiga se a suplementação teria relação com a tentativa de os parlamentares criarem uma CPI para investigar Emanuel. 

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




3 Comentários

Nao - 19/10/2017

Engraçado esse povo defendendo o vereador Wellaton... e nao sabe que o gabinete dele é só os amigos dele que nao vao trabalhar! Quanta ignorancia desse povo se comovendo com noticias compradas e ficam aplaudindo ele ainda!!

Critico - 10/10/2017

Parabéns Wellaton, sua reeleição está garantida, vc esta do lado do povo. Foi eleito bora isso.

Adolfo - 10/10/2017

E o irmão do Justino Malheiro, o Júlio Malheiro continuará como Adjunto de Obras? E a filha do Justino Malheiros ainda está na folha de pagamento da Prefeitura? Tudo Isso não é Nepotismo cruzado? (vou botar o link no final do que afirmo) . As leis no Brasil só funcionam para os pobres, Brasil é o País das elites! Também é interessante um jornalismo investigativo para saber a porcentagem de pessoas do povo que vende o voto, pois eu realizo trabalhos voluntários pela igreja e observo que a cada 5 moradores que converso sobre a situação eles acabam escapando que procuram levar vantagem em época de eleição, desse modo é muito difícil melhorar o país, pois continuaremos reelegendo políticos profissionais, quando não a família deles, a elite é perversa só pensa no próprio umbigo, eu estudei na UFMT nos idos da década de 80, e fui o único aluno pobre. lá em contrapartida tinha alunos netos de ex governadores, filho de ex Prefeito, filhos de grandes empresários, filhos de Deputados, enfim a burgesia é que fazia UFMT, pois tinha o papai para pagar cursinho, tinha todas as condições para estar onde estavam, coisa que eu nunca tive! mas o pior: eles não aceitam quando o filho de um pobre ascende com conhecimentos e entra o famoso QI (QUEM INDICA), e continuamos nessa! Eu não defendo nenhum partido, nenhuma ideologia, aliás minha ideologia é substituição, deveríamos substituir todos os políticos! a solução está nas mãos do povo através do voto! somos responsável por elegermos políticos que tafuam dinheiro no bolso, pois elegemos eles 28 anos, quando elegemos (sempre foi candidato da elite sim senhor!) e reelegemos políticos aposentados com gordos recursos, quando se corrompem somos também culpados! Pois queremos gasolina na época da políticas, quantos vendem o voto? fora os que querem cargos! LINK 1) http://www.rdnews.com.br/executivo/malheiros-mantem-filho-como-secretario-adjunto-na-prefeitura-de-cuiaba/79972 ; LINK 2) http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=435335

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA