Terça-Feira, 07 de Agosto de 2018, 11h:40

Tamanho do texto A - A+

"Governo que mente e confunde a sociedade", dispara Pivetta contra Taques

Por: DANNA BELLE

Após pausa de um dia, o candidato a vice-governador pela chapa do DEM, o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), publicou o terceiro motivo pelo qual o atual chefe do Executivo, Pedro Taques (PSDB), perdeu a confiança dos mato-grossenses. A razão faz parte de uma uma série de 12 publicações anunciada semana passada. 

 

Alan Cosme/Hipernotícias

otaviano pivetta convencao dem

 Otaviano Pivetta (PDT) segue usando a rede social para apresentar os 12 motivos

“Governo que mente e confunde a sociedade. São centenas de mentiras o tempo todo de baixa, média e alta complexidade”, diz o início da postagem que aborda os programas do Governo, entre eles o pró-estradas. 

 

Segundo Pivetta, Taques está reaproveitando o projeto do ex-governador Silval Barbosa (sem partido), sem apresentar qualquer iniciativa de sua autoria ou alguma transformação, conforme diz o slogan da gestão ‘Estado de Transformação’. 

 

É a continuidade mal executada e inacabada do MT Integrado, com recursos de dívida contraída, licitado e contratado pelo governo passado com sobrepreço, em nada mudou, não fez nem um projeto novo. Transformação zero. Detalhe, as mesmas empreiteiras, mesmos custos acrescidos dos custos de lançamentos, vistorias políticas, inaugurações, publicidade e propaganda de algo que já existia, chamando de seu”, complementa. 

 

O texto está acompanhado de um vídeo produzido a pedido do ex-prefeito, citando a parceria pública privada (PPP) instalada por Pivetta enquanto gestor de Lucas do Rio Verde para pavimentar a rodovia MT-449, facilitando o escoamento da produção do município. 

 

“É possível, sim, fazer e com um custo baixo com dinheiro que nós temos”, diz Pivetta no vídeo que relembra a construção de cerca de três mil quilômetros de estrada com valor três vezes mais barato do que o gasto pelo Estado. 

 

A série de publicações no Facebook começou no primeiro dia de agosto, com a ideia de citar um motivo por dia, durante 12 dias, porém a terceira publicação foi feita no sábado (4) e não há informações de quando ocorrerá a próxima. 

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto