Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, 16h:28

Tamanho do texto A - A+

Garcia critica Pinheiro por atraso em obra do Novo Pronto Socorro de Cuiabá

Por: DANNA BELLE

A culpa da perda do recurso a ser utilizado na aquisição de equipamentos para o Novo Pronto Socorro de Cuiabá é do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que se preocupou mais em fazer politicagem, de acordo com declaração dada pelo deputado federal Fábio Garcia (DEM). 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

fabio garcia

 Fábio Garcia sonha em ser prefeito de Cuiabá, mas não na próxima eleição municipal

Para o Ministério da Saúde (MS) liberar o valor é necessário a apresentação de um plano de trabalho pela Prefeitura, mas o prazo para a liberação do recurso encerrou sem nenhuma medida concreta do Executivo municipal. Para não perder o recurso, foi necessário realocar como custeio, dinheiro usado para pagamento de salários e aquisição de insumos hospitalares. 

 

“Ele [o prefeito] ficou preocupado em colocar a mão no dinheiro, em levar esse dinheiro para a Prefeitura de Cuiabá, para ele administrar, não apresentou os documentos necessários no Ministério da Saúde para liberar o recurso, chegou no final do ano passado, não tinha um documento da Prefeitura para liberar esse dinheiro”, disse Garcia em entrevista à Rádio Capital 101,9 FM, nesta sexta-feira (10). 

 

Segundo o parlamentar, o prefeito deveria se preocupar mais em trabalhar para concluir a obra e iniciar os atendimentos ao invés de fazer “festa”. 

 

“Fizeram um evento, mobilizaram gente, contratam som, fizeram palanque, drone para filmar, caixa de som, carro de som, telão, fizeram uma festa, para avisar o quê? Para fazer politicagem, porque não disseram nada nesse evento, avisaram para a sociedade que a obra está mais de um ano atrasada”, criticou. 

 

Apesar das duras críticas tecidas contra o atual chefe do Executivo, Fábio afirma que sua decisão, de ser suplente de Jayme Campos (DEM) ao Senado, não tem ligação com as eleições de 2020, mas assume sua vontade de ser eleito “tenho, obviamente, como todo político tem, o sonho de ser prefeito de Cuiabá”. 

 

Em novembro de 2016, Pinheiro, já eleito como gestor municipal, se reuniu com a bancada federal de Mato Grosso em Brasília, para debater a emenda impositiva de R$ 82 milhões indicada para equipar o Pronto Socorro de Cuiabá.  

 

A previsão de entrega da unidade hospitalar era 8 de abril deste ano em alusão ao aniversário de Cuiabá, porém foi adiada por um ano, de acordo com declaração dada no final de junho, pelo prefeito. 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 4

Leia mais sobre este assunto