Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018, 15h:29

Tamanho do texto A - A+

Garcia afirma que DEM decide candidato nos próximos dias e não descarta disputa

Por: MICHELY FIGUEIREDO

O presidente estadual do Democratas, deputado federal Fábio Garcia, afirmou que é chegada a hora do partido definir se terá ou não candidatura própria ao Palácio Paiaguás. Com o resultado da pesquisa eleitoral feita pelo Instituto GPP, Garcia garantiu que nos próximos dias haverá uma definição da legenda. Informações dão conta de que o levantamento traz tanto Mauro Mendes como Jayme Campos empatados tecnicamente com o governador Pedro Taques  (PSDB), que deve concorrer à reeleição. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

fabio garcia

 Deputado Fábio Garcia

Caso Mauro Mendes aceite o desafio de disputar ao governo, Jayme Campos deverá ser o candidato do partido ao Senado. Caso nenhum dos dois queiram disputar ao governo, Garcia afirma que se o partido decidir pelo seu nome, ele disputará, embora considere que Mendes e Jayme tenham mais força e capilaridade pelo estado. O parlamentar ainda defendeu o nome do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho para a disputa, mas o político descartou qualquer possibilidade. 

 

Segundo Garcia, chegou “a hora da onça beber água”. Ele lembra que é um desejo tanto da Executiva Nacional quanto da Executiva estadual uma candidatura própria do Democratas em Mato Grosso. 

 

Questionado se a demora na definição não teria deixado o partido isolado, Garcia afirmou que as coligações só serão definidas nas convenções. Ele ainda ponderou que o DEM, nesse primeiro momento, optou por correr o estado e montar um projeto na intenção de garantir melhorias para Mato Grosso.

 

Na hipótese de não ter candidato próprio, Garcia afirmou que não há chances de apoiar o projeto à reeleição de Pedro Taques. Isso porque o tanto ele pessoalmente como a maioria do partido considera que é preciso avançar na gestão do estado e também no enxugamento da máquina pública, fatores não observados na gestão do tucano. 

 

Sobre a decisão de Mauro Mendes, Garcia lembrou que trata-se de uma questão pessoal, que caberá somente a ele decidir. Jayme Campos, segundo o presidente do DEM, estaria disponível para o embate.

 

Mauro Mendes estava na China. Retornou a Cuiabá neste domingo e deve anunciar nos próximos dias se volta ou não para a política. Depois que concluiu o mandato de prefeito da capital, em 2016, Mauro ficou afastado cuidando apenas dos seus negócios. 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei