Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017, 14h:30

Tamanho do texto A - A+

Fagundes diz que "gostaria de ser governador" e vê "espaço grande" para a oposição

Por: FELIPE LEONEL

Mesmo dizendo não colocar seu nome na disputa ao Palácio Paiaguás neste momento, o senador Wellington Fagundes (PR), afirmou que gostaria de "ser o governador do Estado de Mato Grosso". Na pesquisa Ibope, encomendada pelo jornal Diário de Cuiabá e publicada na última semana, o senador apareceu com 7% das intenções de votos dos mato-grossenses ao Governo do Estado. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Wellington fagudas

 

Fagundes fica atrás de Pedro Taques (18%); Jayme Campos (11%) e Mauro Mendes (10%). "Para lideranças políticas, a possibilidade de ser um governador é atrativo, estimulante para qualquer pessoa. Eu gostaria de ser o governador do meu Estado”, afirmou Fagundes, em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta segunda-feira (18).

 

A pesquisa Ibope ouviu 812 entrevistados em 30 cidades mato-grossenses entre os dias 2 e 8 de dezembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. Dos 812 entrevistados, 196 são da capital, 140 da região sudoeste, 154 norte e nordeste e 322 sudeste.  

 

Ainda de acordo com ele, a possibilidade de ser candidato depende não só da sua vontade, mas das composições partidárias. Wellington Fagundes defende a realização do debate eleitoral somente no próximo ano. "Eu nunca aceitei colocar o meu nome como candidato neste momento, eu acho que é antes da hora", declarou. 

 

Fagundes ainda reclamou da interlocução política de Pedro Taques com a bancada federal e que a administração do Estado está "engessada", na qual as "coisas" demoram para acontecer. Além disso, segundo o republicano, a saúde não estaria sendo prioridade do governo Taques. Ele defende a criação de um projeto político no qual a população "possa confiar".

 

"Um projeto que venha inovar, avançar. Eu vejo hoje a administração do atual governador indo muito mal administrativamente e politicamente também. Então, eu penso que existe um espaço muito grande para um candidato da oposição", finalizou o senador. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto