Terça-Feira, 07 de Novembro de 2017, 14h:24

Tamanho do texto A - A+

Dissidentes do PSB avaliam melhor destino em reunião; 5 partidos são opções

Por: BLOG DO MAURO

Conforme informações prestadas pelo deputado federal Fábio Garcia (sem partido), ainda este mês, os dissidentes do PSB se reúnem para avaliar os partidos que ofereceram guarida ao grupo que decidiu procurar outro abrigo desde que o deputado Valtenir Pereira retomou a presidência do PSB em Mato Grosso. Garcia afirmou que embora haja uma maior proximidade com o DEM, conversas foram travadas também com o PR, PP, PSDB, PSD e PV.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

fabio garcia

"Queremos uma legenda que acolha todo grupo político", diz Garcia

“O que estou vendo são as condições em cada um desses partidos. Este mês faremos uma reunião, vamos mostrar as opções que tem e decidir. Queremos uma legenda capaz de acomodar o grupo político. Não quero impor nada. Queremos ir para agregar, mas também não gostaria que tivesse veto ao grupo do PSB”, explicitou Garcia.

 

Até o momento, apenas Fábio Garcia e o também deputado federal Adilton Sachetti conseguiram liberação para deixar a legenda. Os demais descontentes ainda não conseguiram o aval de Valtenir Pereira para deixaram o PSB, o que acarretará no esvaziamento da sigla. Mesmo que não ocorra a liberação, os descontentes contam com a janela partidária que será aberta em março do próximo ano para que possam mudar de legenda sem o risco de perderem os mandatos.

 

Como o grupo é considerável, Garcia acredita que não serão todos acomodados em uma mesma legenda, mas haverá esforço para que o maior número de dissidentes do PSB permaneça na mesma agremiação. “Vamos resolver dialogando as eleições futuras. O grupo para vir precisa estar cômodo. Não quero ter conflito de novo dentro de um novo partido político”.

 

Além de Fábio Garcia e Adilton Sachetti, pretendem deixar o PSB os deputados estaduais Eduardo Botelho, Max Russi, Oscar Bezerra, Adriano Silva, Mauro Savi, o ex-prefeito Mauro Mendes, diversos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. “Vamos tentar a migração do maior número de pessoas possível, mas sabemos que é difícil um caminho que caiba todos. Queremos decidir conjuntamente e reconstruir o grupo dentro de um novo partido”.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto