Quarta-Feira, 01 de Novembro de 2017, 15h:59

Tamanho do texto A - A+

DEM pode ter Sachetti como candidato ao Governo, caso deputado confirme filiação

Por: REDAÇÃO

O presidente estadual do Democratas, deputado estadual Dilmar Dal’Bosco, afirmou que não está descartada a possibilidade de o partido ter uma candidatura majoritária em 2018. Embora esteja neste momento na base do governador Pedro Taques (PSDB), o parlamentar afirma que caso se confirmem as filiações de Adilton Sachetti e Fábio Garcia, dissidentes do PSB, o Democratas se fortalece e ganha musculatura no Estado para a disputa. Sachetti, por sua vez, cogita a chance de buscar o Palácio Paiaguás, em detrimento a sua candidatura à reeleição.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

dilmar dal bosco

A articulação do DEM para as eleições 2018 foi confirmada por Dilmar

“A reeleição deles (Sachetti e Garcia) fica garantida com toda certeza, mas como o partido estará forte, pode disputar uma majoritária. Tudo depende. O DEM estará preparado. Hoje o partido está na base do Pedro Taques e apoia a candidatura Taques/ Fávaro, mas pode acontecer de lançarmos nomes”, declarou.

 

Consultado pelo Blog do Mauro, o deputado federal Adilton Sachetti (sem partido) admite a possibilidade de disputar um cargo majoritário no próximo ano. Além de conversar com o Democratas, o parlamentar também discute sua filiação no recém-criado Podemos e ainda no Partido Progressista.

 

Se não descarta a disputa, Sachetti não deixa de lado também a possibilidade de deixar a vida política. Atualmente sem partido, o deputado federal se licenciou do cargo por 120 dias para se dedicar a sua vida pessoal.

 

Marcos Lopes/HiperNotícias

Adilton Sachetti

Adilton Sachetti está licenciado da Câmara Federal

Sobre a ida para um novo partido, Sachetti afirmou que procura uma legenda que lhe permita a liberdade de pensamento, para agir de acordo com o que a sociedade precisa. O presidente do DEM garante que o partido “não tem dono” e que cabe ao político conquistar espaço.

 

Além dos convites feitos a Adilton Sachetti e Fábio Garcia, o DEM ainda espera filiar Mauro Mendes, o deputado estadual Mauro Savi, o secretário chefe da Casa Civil, Max Russi e o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho. 

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto