Quinta-Feira, 17 de Maio de 2018, 15h:45

Tamanho do texto A - A+

“Delação está transformando vagabundo em santo”, diz Taques

Por: FELIPE LEONEL

O governador Pedro Taques (PSDB) rebateu as declarações do ex-governador do Estado, Silval Barbosa (sem partido), na qual orienta os primos do governador, Paulo Taques e Pedro Zamar Taques, “contribuírem” com a Justiça através de delações premiadas. Ainda segundo Silval, todos os fatos denunciados pelo Ministério Público são “verdadeiros”.

 

Alair Ribeiro/Midia News

pedro taques

 

“O processo é um instrumento de dignidade, agora a delação está transformando vagabundos em santos, transformando malandros em santos. Qualquer coisa que você fale contra um político ou de alguém próximo de um político, já vira a verdade absoluta”, afirmou o governador, em resposta às declarações de seu antecessor.

 

O ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques e seu irmão, Pedro Jorge Zamar Taques, foram presos pelo Grupo Especial de Atuação Contra o Crime Organizado (Gaeco), acusados de participarem de esquema de pagamento de propina através de empresas prestadoras de serviços do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

 

Taques disse ainda não ter analisado a denúncia, mas pretende lê-la na íntegra para descobrir onde o Governo de Mato Grosso errou quanto ao contrato do Detran, pois, de acordo com o governador, o Estado tomou todas providências. Dentre elas, auditorias em todos os contratos e reduziu o lucro da empresa EIG Mercados, além de ter comunicado aos órgãos de controle.

 

“Eu quero saber qual ato a atual administração praticou ou deixou de praticar. Nós fomos ao Ministério Público, ao Ministério Especial do Tribunal de Contas, perguntamos sobre o rompimento do contrato. Temos várias atas a respeito disso, de todos os atos praticados relacionados a isso”, disse, acrescentando estar tudo explicado no decreto de intervenção.

 

Apesar de tecer críticas ao instrumento da delação premiada, o governador ressaltou que é um instrumento necessário para realizar investigações e punir criminosos. Ainda de acordo com o chefe do Estado, o processo judicial é um “processo de dignidade”.

 

“Eu já estudei a delação da Itália, dos Estados Unidos. Ela é muito importante e tem trazido grandes instrumentos de condenação, de limpeza do Brasil. Agora condenação com base em delação precisa ter prova. Quando o MP apresenta uma denúncia, não quer dizer que o cidadão seja condenado”, concluiu.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 2



2 Comentários

Paulo Lemes - 17/05/2018

O Sr.Governador ERROU..e muito ao nomear seu primo Paulo Taques, para Secretario de Estado Chefe da Casa Civil, e dar-lhe plenos poderes para ele ser seu primeiro-Ministro,sabendo o cabra perigoso que ele era. Pois mesmo antes da sua posse, em outubro de 2014 após as eleições, ele ,seu irmão Pedro (seu primo homonimo),e outros a dua equipe de campanha já começaram montar esquema de roubalheira, continuando tudo que ruim que vinha dos Governo-corruptos anteriores de Blairo-Silval, e sujando a sua admistração.Agora tá tudo descoberto e é tarde, e a sua reeleição foi pro brejo, infelizmente

Carlos Nunes - 17/05/2018

Ih! Dizem que diariamente milhões de orações do povo brasileiro chegam até DEUS...e ele não podia mandar Anjos pra resolver o problema, porque os Anjos são puros. Então, resolveu mandar delatores premiados mesmo, pra abrir o bico, contar estórias, desmascarar muitos lobos em pele de cordeiro...alguns acima de qualquer suspeita. Pra todas as pessoas que tão fazendo, vão fazer delação premiada, a gente só pode pedir: CONTEM TUDO! SALVEM O BRASIL! AINDA HÁ TEMPO! Vocês são as linhas tortas de DEUS...DEUS não erra, escreve certo até com linhas tortas. Pra pegar um ladrão disfarçado...só colocando um bom delator premiado atrás dele. Hoje no programa Opinião, o Silval aconselhou os acusados no esquema do Bereré, a contar tudo, fazer delação premiada também. Agora Silval tá fazendo curso de Teologia, vai ser pastor, tá dando conselhos. Pois é, JESUS foi crucificado entre dois ladrões, e teve um deles que se arrependeu e foi perdoado.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA