Domingo, 15 de Abril de 2018, 08h:00

Tamanho do texto A - A+

"Cuidado, eles querem voltar", diz Taques sobre grupo de Silval

Por: FELIPE LEONEL

O governador Pedro Taques (PSDB) alertou aos eleitores sobre a possibilidade do grupo político do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) voltar ao Poder. A declaração foi dada em entrevista ao vereador Abílio Brunini (PSC) em programa jornalístico, “Nazareno News” da Rádio Nazareno FM, na manhã desta quinta-feira (12).

 

Reprodução

Abilio e Taques

 

"Nós temos aí uma grande uma grande organização criminosa, que infelizmente, estava mandando no Estado de Mato Grosso e cuidado, querem voltar", afirmou o governador quando discorria sobre os erros do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), iniciado pelo ex-governador Silval e não concluído até hoje. O modal deveria ter ficado pronto em 2014.

 

"Quando uma coisa começa errada tem um problema grande para você resolver”, completou o governador, acrescentando não ter terminando o VLT ainda por querer fazer “a coisa certa”. Ainda segundo Pedro Taques, o governo Silval cometeu inúmeras responsabilidades e “quem casa com a viúva [assume o Estado], tem de cuidar dos filhos [das obras do VLT]”.

 

Em entrevista dada à TV Vila Real nessa quarta-feira (11) Taques disse ter perdido aliados em função de algumas propostas não aceitas por ele. Ele prometeu revelar tais propostas durante a campanha eleitoral. Ele ainda rechaçou insinuações de que ele teria elaborado vários “dossiês” dos adversários.

 

Já na entrevista ao vereador, Taques disse gostar de políticos que não gostam dele. “Alguns políticos não gostam de mim mesmo e é bom que assim seja. Eu não faço esquemas, eu não aceito jeitinho, eu quero administrar Mato Grosso.  É bom que não gostem e eu gosto que eles não gostem de mim”, finalizou Taques.

 

Pré-candidatos 

 

Dentre os possíveis candidatos ao Governo do Estado e que faziam parte do arco de aliança do ex-governador Silval Barbosa está apenas o senador Wellington Fagundes (PR). Além disso, há mais o pré-candidato Dilceu Rossato (PSL) e o governador Pedro Taques, que apesar de não afirmar, é pré-candidato.

 

Taques ainda se colocou contra a proposta do pré-candidato ao Governo do Estado, Dilceu Rossato, de apoiar a legalização do jogo do bicho e dos jogos de azar e cassinos. “Sou contra jogos de azar, se eu estivesse no Senado votaria contra esse projeto. Nós precisamos é de trabalho, não concordo com jogo e nem com Cassino”, finalizou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto




3 Comentários

Luiz Barbosa - 15/04/2018

Mas nunca saíram governador, estão todos com você.

joaoderondonopolis - 15/04/2018

O certo é que não poderemos cometer o mesmo erro de 2014 em eleger este cidadão. Em MT nunca teve uma administração tão desastrosa como a de Taques. Em 2018 vamos corrigir o nosso erro. Taques nunca mais. Se nome vai ficar na história como mo pior governador de todos os tempos.

Carlos Nunes - 15/04/2018

Puxa vida! Tomara que não voltem com RÊMORA, GRAMPOS, PEDALADAS, etc. Desculpe, errei. Isso tudo não foi deles. Tomara que o próximo Governador passe um pente fino nisso tudo. Tem que chamar o Allan Malouf de novo e pedir que ele repita a estória; tem que divulgar a lista dos mais de mil cidadãos e cidadãs de bem grampeados; tem que averiguar as pedaladas, tintim por tintim, centavo por centavo.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA