Sexta-Feira, 08 de Setembro de 2017, 17h:11

Tamanho do texto A - A+

"Continuo pré-candidato ao Senado em 2018", diz ministro Blairo Maggi

Por: PABLO RODRIGO

"Continuo pré-candidato ao Senado em 2018". Com essa afirmação que o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Blairo Maggi (PP), tratou de desfazer o que chamou de "mal entendido" após  reportagem do Valor na última quarta-feira (6).

 

Alan Cosme/HiperNoticias

blairo maggi

 

Assinada pelo jornalista Cristiano Zaia, a reportagem diz que Maggi garante que permanece no governo e que não tem pretensão de deixar o posto para disputar a reeleição ao Senado ou outra candidatura nas eleições de 2018.

 

A decisão seria por conta das denúncias de corrupção que pesam contra ele, reveladas recentemente na delação premiada do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB).

 

"Eu não disse que não iria disputar em 2018. Apenas disse que isso [não disputar] seria uma hipótese. Porque eu tenho até abril do ano que vem para decidir", disse o ministro ao HiperNoticias. "Fui dizer que continuo firme e forte no ministério aí deu essa confusão", complementa Maggi.

 

Blairo já teria conversado com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), sobre as denúncias que vem sofrendo e se isso incomodava ou atrapalhava o governo federal.

 

"Eu já conversei com o presidente sobre esse assunto. E ele me disse que se eu não fosse disputarar eleições do ano que vem, que eu poderia ficar até o final do governo, o que segundo ele, seria muito bom. O resto é apenas especulação", afirmou.

 

"Eu já falei várias vezes sobre esse assunto. Eu continuo sendo pré-candidato ao Senado por Mato Grosso. Agora, a legislação diz que quem for candidato tem que se descompatibilizar até abril. Então eu tenho esse tempo. No mais, vou continuar trabalhando muito no ministério", finalizou Blairo Maggi.

 

Desde que a delação de Silval veio à tona, aumentaram os rumores de uma possível saída de Maggi do ministério. Blairo Maggi seria o principal prejudicado na delação monstruosa do peemedebista. Diante dos fatos, o Supremo Tribunal Federal (STF) abriu inquérito para apurar se o ministro tem participação nos crimes relatados por Silval Barbosa em sua delação. 

 

Na semana passada, Maggi chegou a falar por telefone com o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira (PP-PI), sobre o assunto.

 

"Queria saber se o PP realmente quer ocupar outro ministério. Se sim, me avise porque eu seria o primeiro a resolver essa situação e sairia para evitar qualquer problema ao partido. Só me avisem se for essa a intenção", disse Maggi por telefone, ao correligionário. 

 

Em resposta, Ciro Nogueira, negou que tenha conversado com o governo sobre a possível troca ou saída de Maggi do Mapa. "Nunca procurei o presidente Michel Temer ou qualquer pessoa do governo para tratar disso. Se fosse essa a nossa intenção, o primeiro a saber seria você", respondeu Ciro Nogueira. 

 

"Não queremos mais espaços. Estamos contemplados com o ministério da Agricultura e bem representado. Isso tudo é especulação da mídia. Ninguém me perguntou sobre isso. Pode ficar tranquilo", afirmou o presidente do partido. 

 

Avalie esta matéria: Gostei +5 | Não gostei - 1



3 Comentários

Luciano - 08/09/2017

Melhor governador de Mato Grosso

joaoderondonopolis - 08/09/2017

Explicar o que para a população? Os adversários vão ter palanque.

Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo - 08/09/2017

TEIMOSO!!! E TURRÃO!!!. O R A B O L A S !!!! Será que não está vendo e nem ouvindo o "CLAMOR" do povo?????Em todos os jornais virtuais, são unânimes a sua repelência perante o eleitor mato grossense . Está querendo o que??? Já deu o que tinha que dar ."" Raposa Velha""!! o eleitor já esta farto. É melhor suspender a chuteira de uma vez por todas. Sem chance!!!!! O ""povo cuiabano"" está mais consciente , no momento de confiar o seu voto. Está dado o R E C A D O ......

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA