Quarta-Feira, 05 de Dezembro de 2018, 18h:02

Tamanho do texto A - A+

Botelho diz que orçamento é "maquiado" e recomenda medidas duras

Por: KHAYO RIBEIRO

Em reunião com o governador eleito Mauro Mendes (DEM), o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso Eduardo Botelho (DEM) avaliou que novo gestor enfrentará dificuldades herdadas Pedro Taques (PSDB). O democrata enfatizou que Mendes deve tomar medidas duras para estancar déficit de R$ 1,5 bilhão.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

eduardo botelho

 Presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho

Conforme declarações do presidente da Casa de Leis, a gestão anterior operava segundo orçamento maquiado. A fim de reverter a situação de crise financeira, Botelho apontou que Mauro Mendes vai precisar da assistência da Assembleia Legislativa para implementar mudanças e realizar reduções de cargos.

 

“Nos colocamos à disposição para vir trabalhar em janeiro, a fim de aprovar as leis necessárias e de urgência para o Estado. O governador pediu para que o orçamento seja realista, o que temos hoje é um orçamento meio maquiado”, declarou o presidente da Assembleia.

 

Quando questionado a respeito dos prazos em que todas as mudanças devem ser implementadas, Botelho respondeu que as alterações devem começar já no início de 2019, com a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) e do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).

 

“Essas medidas devem ser tomadas em janeiro, por isso que tem de ser rápido, em duas semanas já entramos em recesso. Por conta da falta de tempo, precisamos dos deputados aqui em janeiro para votar”, finalizou o presidente.  

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei