Quarta-Feira, 06 de Fevereiro de 2019, 16h:41

Tamanho do texto A - A+

Botelho confirma nomes para vaga do TCE e diz que AL não foi notificada

Por: LEONARDO HEITOR

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (DEM), afirmou que a Casa ainda não foi comunicada oficialmente do destravamento da vaga que pertencia ao ex-conselheiro Humberto Bosaipo, no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Na segunda-feira (6), o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou a liminar que suspendia o preenchimento da vaga na corte de contas.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

eduardo botelho

 Deputado Botelho afirma que Casa ainda não foi notificada

Botelho afirmou que o rito para escolha do novo conselheiro do TCE, que será indicado pela Casa, deverá ser definido assim que a ALMT for comunicada oficialmente pelo STF. Após a notificação, os possíveis candidatos serão analisados pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do parlamento e, por último, pelo Plenário.

 

“Primeiro temos que ser comunicados oficialmente, o que ainda não aconteceu. A hora que recebermos, teremos um rito que estamos preparando aqui dentro, para passar pela Comissão de Constituição e Justiça, onde analisaremos documentos e faremos uma análise da vida da pessoa. Depois disso, o Plenário poderá decidir com uma tranquilidade maior, sabendo que escolherão uma pessoa com capacidade de estar lá”, afirmou.

 

Segundo o presidente da ALMT, este processo deve ser concluído na próxima terça-feira (12). Botelho confirmou que os mais cotados para a vaga são os deputados estaduais Guilherme Maluf (PSDB) e Sebastião Rezende (PSC), além do promotor de Justiça Mauro Zaque, do Ministério Público Estadual (MPE).

 

“Na terça-feira, da próxima semana, este rito deverá ser concluído. Existe, hoje, colocado o nome do deputado Guilherme Maluf, do Sebastião Rezende e do promotor Mauro Zaque, este último indicado por alguns deputados novatos. São bons nomes e poderão aparecer outros, mas a escolha ocorrerá de forma muito tranquila”, destacou.

 

Botelho também comentou sobre a possibilidade de se candidatar à Prefeitura de Várzea Grande, em 2020. O presidente da ALMT afirmou que comandar o município é um dos seus sonhos, assim como o de assumir uma cadeira no TCE, mas que seu foco é o trabalho na ALMT.

 

“Primeiro preciso me consolidar aqui dentro e conhecer melhor os deputados. Depois disso, vamos ver o que acontece. Tenho esse desejo, assim como também tenho o de ir para o Tribunal de Contas. Vamos com calma”, completou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 2