Sexta-Feira, 14 de Setembro de 2018, 16h:46

Tamanho do texto A - A+

Botelho afirma que falta clareza em decreto do governador

Por: WILLIAN BELTER

O presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), Eduardo Botelho (DEM) afirmou que falta clareza quando ao decreto assinado pelo governador Pedro Taques (PSDB) sobre o parcelamento da dívida do Estado em 11 vezes. "Precisa explicar quem vai pagar", afirmou o parlamentar, em entrevista à Rádio Capital, nesta sexta-feira (14).

 

Alan Cosme/HiperNoticias

eduardo botelho

 

Em primeira votação, na segunda-feira (10), os deputados não aprovaram o decreto do governador e candidato a reeleição, Pedro Taques (PSDB). O decreto será sunbmetido a segunda votação.

 

Em entrevista à rádio Capital, o presidente da Assembleia disse que falta clareza no decreto do executivo.

 

“O decreto precisa explicar quem que vai pagar, quem não vai pagar, o que que é? Ou é seletivo, escolhe quem quer. Então é isso que precisa. Falta clareza, por isso, por essa falta de clareza que ele está sendo questionado pelos deputados”, declarou Botelho.

 

De acordo com o parlamentar, o secretário de Fazenda, Rogério Galo não esclareceu os pontos desse parcelamento. Ao que se entende, seriam selecionados alguns credores para o repasse, porque o Estado não tem dinheiro para pagar todo mundo. Devido à isso, os parlamentares querem o cancelamento da proposta.

 

 

O Decreto

 

Conforme o documento, assinado pelo governador Pedro Taques e publicado no Diário Oficial de Estado do dia 14, cada Unidade Orçamentária ficará responsável em fazer um acordo com seus fornecedores para proceder com os pagamentos.

 

O decreto estabelece que o Governo não pagará juros pelos parcelamentos. 

 

Entre os serviços públicos que mais sofrem com a falta de pagamentos de fornecedores é a Saúde, que merece destaque por passa por uma crise que atinge de unidades de saúde filantrópicas a hospitais regionais. 

 

 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei