Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 15h:23

Tamanho do texto A - A+

Áudio gravado por irmão de Silval registra Romoaldo cobrando propina para aprovação de contas

Por: JESSICA BACHEGA

Anexo à delação firmada junto ao Ministério Público Federal (MPF), o filho de Silval Barbosa, Rodrigo Barbosa, reuniu a gravação de áudio de uma reunião entre ele, o deputado Romualdo Junior e o tio, Antonio Barbosa “Toninho”.  No registro, Romoaldo é gravado cobrando dinheiro de Rodrigo para a aprovação das contas do ex-governador referente ao ano de 2014.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

romoaldo junior

 Deputado Romoaldo Junior negociou propina para aprovação de contas

No encontro ocorrido em 16 de dezembro de 2015, enquanto Silval ainda estava preso no Centro de Custódia da Capital (CCC), Romoaldo disse  a Rodrigo que estava organizando tudo na Assembleia Legislativa (ALMT) para  aprovação das contas e que faltava apenas negociar o voto de Wagner Ramos. 

 

No áudio, o parlamentar insiste para que Rodrigo pague R$ 300 mil para que o relator vote favorável à aprovação. “Você gasta R$ 300 mil e economiza R$ 15 milhões com advogado”, argumenta. 

 

“Ele quer 300 contos. Queria 1 (milhão), baixou para 500 (mil). Sentou com o Rodrigo e mandou 250 (mil), agora mandou eu ir lá para pedir mais 400 (mil)”, diz Romualdo no áudio gravado com um aparelho de celular de Antonio Barbosa.  

 

Rodrigo conta que repreendeu Romoaldo, pois “não era bem assim”, pois os parlamentares Silvano Amaral e Zé Domingos também queriam receber pela aprovação. Romoaldo, então, pede que seu assessor vá até a ALMT e chame Ramos, que chega logo em seguida e também participa da reunião.

 

 

Ramos diz ainda que Ricardo Barbosa e seu tio sabiam da situação há três meses e ainda não tinham resolvido nada. Romoaldo ordenada que Toninho vá ao interior e consiga o dinheiro em espécie ou cheque.

 

Relata que Silvano Amaral e José Domingos Fraga receberam R$ 200 mil para votar favorável e Wagner Ramos, relator, recebeu R$ 250 mil.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto