Quinta-Feira, 14 de Setembro de 2017, 05h:44

Tamanho do texto A - A+

Assembleia Legislativa é alvo de busca e apreensão em grande operação da Polícia Federal

Por: PABLO RODRIGO/JESSICA BACHEGA

A Polícia Federal acaba de deflagrar mais uma operação para combater crimes de corrupção envolvendo politicos, empresários e agentes públicos de Mato Grosso. Vários mandados de prisão, condução coercetiva e busca e apreensão estão sendo cumpridos neste momento em Cuiabá. O primeiro alvo, logo às 05h45 da manhã desta quinta-feira (14) foi o prédio da Assembleia Legislativa. 

 

Jéssica Bachega/HiperNotícias

operação pf

Os agentes chegaram às 05h45 na sede do Poder Legislativo de Mato Grosso

As primeiras informações são de que a operação é fruto das delacões premiadas do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), de sua esposa Roseli Barbosa, do filho Rodrigo Barbosa, irmão Toninho Barbosa e do ex-chefe de gabinete Silvio César Corrêa. As delações foram homologadas no início de agosto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), sob o comando do ministro Luiz Fux.

 

Vários inquéritos foram abertos para investigar um esquema de corrupção  que se intaurou no governo do estado de 2006 a 2014.

 

O que chama atenção na delação, considerada "monstruosa", é que Silval apresentou vários vídeos em que aparecem deputados recebendo malotes de dinheiro. Entre os parlamentares aparece o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.  

 

Entre os alvos das buscas estão os gabinetes dos deputados Oscar Bezerra, Domingos Fraga e Silvano Amaral. 

 

Os agentes isolaram a área e determinaram que nesta quarta-feira não haverá expediente na Assembleia Legislativa, até que todos os mandados sejam cumpridos. No entanto, por volta das 8h30, o expediente já havia sido liberado.

Credito: Jéssica Bachega/HiperNotícias
Avalie esta matéria: Gostei +34 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto