Sexta-Feira, 28 de Julho de 2017, 08h:03

Tamanho do texto A - A+

Advogado que atua na Lava Jato é contratado para defender ex-comandante da PM

Por: RENAN MARCEL

O professor e advogado criminalista Francisco Monteiro Rocha Júnior, que atua na defesa de pessoas envolvidas nos processos da Operação Lava Jato, passou a fazer parte da defesa do ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Zaqueu Barbosa.

 

Divulgação

coronel Zaqueu

Coronel Zaqueu está preso desde o dia 23 de maio acusado de participar do esquema de grampos ilegais

Zaqueu está preso desde do dia 23 de maio, acusado de comandar um escritório clandestino de espionagem, por meio dos grampos telefônicos ilegais. Ele foi, inclusive, alvo de denúncia do Ministério Público Estadual (MPE).

 

O reforço na banca de advogados levantou nos bastidores o comentário de que Zaqueu estaria disposto a colaborar com o MPE, por meio da chamada “delação premiada”. Fontes do HiperNotícias, no entanto, garantem que ainda não houve qualquer tratativa nesse sentido junto aos promotores do MPE.

 

Ao determinar a prisão de Zaqueu, o  juiz titular da 11ª Vara Criminal de Cuiabá, Marcos Faleiros da Silva, disse que o coronel  é apontado como o mandante das ações militares de interceptações telefônicas, enquanto o Cabo da PM Gerson Luiz Ferreira Correa Júnior seria o operador do esquema, responsável por produzir relatórios dos grampos ilegais.

 

A reportagem entrou em contato com o advogado, porém as ligações não foram atendidas ou retornadas. Por enquanto não se sabe qual a estratégia da defesa para tentar evitar a transferência do coronel para um presídio federal, em Campo Grande, como pediu o desembargador Orlando Perri, responsável pelos processos dos grampos. 

 

 

Leia também

 

Conheça trajetória de coronel Zaqueu Barbosa: de comandante a preso por grampos ilegais

Credito: Arquivo Pessoal
Avalie esta matéria: Gostei +5 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto