Sábado, 10 de Fevereiro de 2018, 14h:10

Tamanho do texto A - A+

Ações do relator Adevair Cabral vão contra as investigações, diz Bussiki

Por: FELIPE LEONEL

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, o vereador Marcelo Bussiki (PSB), afirmou que o vereador e relator da CPI, Adevair Cabral (PSDB), está agindo contra as investigações contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Adevair teria recebido um documento do depoente Valdecir Cardoso, endereçado a Bussiki, e não encaminhado aos responsáveis. 

 

Alan Cosme - HiperNotícias

cpi do paletó

 

Alguns vereadores estão interpretando a ação de Adevair como ‘obstrução à Justiça’ e pediram o afastamento dele como relator Comissão. "Essas ações do vereador Adevair Cabral, realmente, não mostra os passos de uma pessoa que quer investigar. Isso pode ser passado para a Comissão de Ética para avaliação desses fatos", afirmou Bussiki, em entrevista coletiva, nesta quarta (7). 

 

Bussiki lembrou que quando a CPI foi instalada, Adevair solicitou a realização de todas as reuniões da Comissão sem a participação da imprensa e da sociedade, mas desistiu da ideia após pressão dos demais parlamentares. Ele ainda requereu que todas as decisões da CPI fossem tomadas pelo colegiado e não só pelo presidente da CPI. 

 

O documento recebido ‘indevidamente’ por Cabral era para pedir o adiamento do depoimento do servidor da Assembleia Legislativa (AL), Valdecir Cardoso de Almeida, responsável por instalar as câmeras que flagraram o prefeito Emanuel Pinheiro enchendo os bolsos do paletó com maços de dinheiro quando era deputado estadual.

 

 

Para Bussiki, Cardoso de Almeida é uma peça chave na investigação, pois foi a única pessoa a vir publicamente fazer uma defesa do prefeito. Valdecir registrou um documento em cartório, no qual isentava o prefeito de Cuiabá de envolvimento com o ‘mensalinho’, que supostamente era pago por Silval Barbosa aos parlamentares.

 

 

"Nós pedimos a condução coercitiva do senhor Valdecir em uma data futura para ele comparecer aqui na Câmara. Ele é uma pessoa chave nesse processo de investigação, até porque foi a única pessoa que veio a público fazer a defesa do prefeito Emanuel. Nem mesmo o prefeito fez sua defesa, mas o senhor Valdecir teve coragem e fez a defesa do prefeito”, finalizou Bussiki. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei