Sexta-Feira, 13 de Julho de 2018, 17h:21

Tamanho do texto A - A+

Vítimas reconhecem estuprador em série; uma das crianças chora ao ver criminoso

Por: LUIS VINICIUS

Um maníaco em série, que causou pânico e sofrimento em crianças e adolescentes, de sete a 12 anos, na Ponte de Ferro, em Cuiabá, passou por reconhecimento pessoal, na tarde desta sexta-feira (13), na Delegacia Especializada de Defesa da Criança e Adolescente (Deddica), na Capital. O  homem é acusado de ter estuprado e ameaçado oito vítimas na região da grande CPA. Durante a apuração, todas as meninas reconheceram Cid Mauro da Silva, de 45 anos, como o abusador. Uma das menores chegou a chorar ao identificar o criminoso.

 

Alan Cosme / HiperNotícias

estuprador maníaco entrando na viatura

 Acusado foi reconhecido por todas as vítimas

O criminoso foi preso pela Polícia Civil, na segunda-feira (9), enquanto fazia uma visita no Pronto-Socorro de Cuiabá (PSMC). Detido de forma temporária, ele confessou a autoria de sete estupros - dos oito a ele atribuídos – e apontou com riqueza de detalhes suas ações criminosas. “As vítimas eram levadas para região da ponte de ferro, onde eram violentadas sexualmente e depois deixadas próximo às suas casas”, conforme consta em relatório policial.

 

Durante o trabalho de reconhecimento, cinco homens foram colocados à disposição das oito vítimas para identificação do estuprador. As crianças foram unânimes em apontar Cid como o homem que as estuprou e ameaçou de morte. Uma das crianças se emocionou ao reconhecer o preso e disse que só não foi estuprada, porque conseguiu fugir.

 

“Eu tenho certeza que é ele. Foi ele que me estuprou e me ameaçou de morte, caso eu contasse alguma coisa para alguém da minha família. Pelas características dele, é impossível eu confundir com outra pessoa. Além disso, ele confessou que estuprou sete crianças, mas acho que esse número é maior. Esse criminoso não pode ser solto, pois ele vai estuprar outras meninas aqui da região”, disse uma das vítimas, de 12 anos, com exclusividade ao HiperNotícias.

 

O delegado titular da Deddica, Daniel Lemos Valente, afirma que Cid é um maníaco que atua sempre no mesmo local, na região do CPA.

 

“As vítimas disseram que ele age de maneira cirúrgica, em uma mesma região geográfica Grande Morada da Serra: bairros Doutor Fábio, Novo Paraíso, região do Barreiro Branco, próximo ao lixão. Ele elegia como vítimas, crianças dos sete aos 12 anos de idade, em situação de vulnerabilidade e desacompanhadas dos responsáveis. Geralmente, ele esperava as vítimas irem para a escola para as atacar”, explicou a autoridade policial.

 

De acordo com informações da Polícia Civil, em algumas oportunidades o suspeito oferecia para as adolescentes pequenas quantias em dinheiro ou presentes para que subissem em sua motocicleta, enquanto em outras usava de grave ameaça e até agressão física para que as vítimas seguissem com ele.

 

Em razão da idade precoce das vítimas, e a dificuldade delas de apontar detalhes que auxiliassem os trabalhos de investigação, a identificação do suspeito foi dificultada. Um retrato falado do estuprador chegou a ser divulgado pela Polícia Civil o que auxiliou os trabalhos para futura identificação.

 

Após o reconhecimento, o estuprador foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), antigo Carumbé, onde cumpre pena por estupro e ameaças. Além disso, pesa contra Cid, denúncia de estupro que teriam sido cometidos em Mato Grosso do Sul.

Avalie esta matéria: Gostei +4 | Não gostei - 2