Quarta-Feira, 01 de Novembro de 2017, 08h:43

Tamanho do texto A - A+

Traficante mantinha boca de fumo em casa com oito cômodos e duas piscinas

Por: LUIS VINICIUS

Policiais do 2º Comando do 4º Batalhão PM de Várzea Grande prenderam três homens, na tarde de terça-feira (31), por estarem fazendo comércio de drogas no bairro Portal da Amazônia. Eles mantinham a boca de fumo em uma casa de porte médio, com duas piscinas e de fachada totalmente discreta. 

 

PMMT

TRAFICANTES

 

Segundo os policiais, eles estavam em rondas pelo bairro quando se depararam dois com dois homens em atitude suspeita. Os policiais observaram que um deles estava passando a porção de droga em troca de dinheiro. Ao perceber o comércio ilícito, os policiais deram voz de prisão à dupla. Com isso, eles logo avisaram que estariam trabalhando para um dos grandes fornecedores de droga do bairro. 

 

Os policiais logo pediram apoio de outras viaturas e foram até o endereço citado. Lá encontraram Carlos Alexandre da Silva, 38 anos. Ele mora em uma casa com oito cômodos, duas piscinas, churrasqueira, varanda e quiosque. Os móveis da casa eram todos novos e, segundo os policiais, a casa estava passando para uma reforma, que Alexandre finalizaria para as festas de fim do ano. 

 

No imóvel foram encontrados diversos papelotes de maconha, plásticos para embalagem da droga, balança de precisão, dinheiro trocado e várias joias. 86 trouxinhas de maconha também estavam escondidos na casa. Apesar da informação ser de que Alexandre seria um dos grandes fornecedores de entorpecente da região, grandes quantidades de drogas não foram encontradas na casa. A informação seria de que ele iria receber ao menos 50kg nesta quarta-feira (1º). 

 

Mediante o flagrante, o trio foi levado para a Central de Flagrantes de Várzea Grande. Todos irão responder por tráfico de drogas. A Polícia Militar ainda tenta descobrir quem é o distribuidor de drogas que abastece a boca de fumo de Alexandre. Durante o interrogatório, ele permaneceu calado. 

Credito: PMMT
Credito: PMMT
Credito: PMMT
Credito: PMMT
Avalie esta matéria: Gostei +5 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto