Sexta-Feira, 09 de Junho de 2017, 09h:16

Tamanho do texto A - A+

Quase mil pessoas foram presas em cinco meses da Operação Bairro Seguro em MT

Por: REDAÇÃO

Lenine Martins - Sesp

Polícia Militar e Civil

 

Neste ano, 981 pessoas foram presas em flagrante nas seis edições da Operação Bairro Seguro, sempre desencadeada nos 141 muncípios de Mato Grosso. Ao todo, 1.112 pessoas foram presas ou conduzidas para delegacias desde a primeira ação integrada entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Politec e Detran nos dias 27 e 28 de janeiro deste ano.

 

Durante as operações, 156 veículos foram recuperados. Foram abordados 24.070 veículos e deste total 798 foram apreendidos por pendências seja do motorista, ou das condições do automóvel. Outro dado representativo foi a apreensão de 187 armas de fogo, um dos principais recursos dos bandidos em crimes contra o patrimônio e crime contra a vida. 

 

“Os resultados obtidos foram expressivos e históricos. A redução foi de 24% nos crimes de roubo e 22% de homicídios de janeiro a abril deste ano se comparado aos quatro primeiros meses de 2016”, comentou o secretário adjunto de Integração Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública, coronel PM Marcos Vieira da Cunha. 

 

Também foram apreendidos 209 kg de entorpecente nas seis edições da operação Bairro Seguro. Ainda foram cumpridos 495 mandados de prisão e 450 mandados de busca e apreensão.  

 

Lenine Martins - Sesp

Polícia Militar e Civil

 

“Esse modal (Bairro Seguro) está sendo cada dia aprimorado. Hoje nos conseguimos realmente trabalhar no foco do problema de roubo, furto, por meio da análise criminal, conseguimos identificar qual o horário, o local, como fazer as operações. Nossas ações em conjunto tem sido exemplo no país”, destacou o coronel Marcos Cunha. 

 

Alta Floresta

 

A última operação Bairro Seguro foi realizada no último final de semana em Alta Floresta (800 km de Cuiabá). Treze pessoas foram presas em flagrante nos oito municípios da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Alta Floresta. A maioria das prisões ocorreu nas cidades de Apiacás e Colíder. Outras quatro pessoas foram presas por força de mandado de prisão em Alta Floresta e, em Nova Canaã do Norte, foram cumpridos dois mandados de internação cautelar.

 

A ação, que teve início na quinta-feira (01.06) em alguns dos municípios, prosseguiu até domingo. Por meio de quatro blitzes, cinco ações de saturação, 10 fiscalizações, 32 patrulhamentos, 110 pessoas foram checadas, 50 veículos foram abordados, dois deles foram apreendidos, três armas de fogo ilegais foram apreendidas, bem como dois quilos de maconha e dois papelotes de cocaína.

 

Também foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão nas cidades de Alta Floresta, Apiacás, Carlinda, Colíder, Nova Bandeirantes, Nova Canaã do Norte, Nova Monte Verde e Paranaíta.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto