Segunda-Feira, 13 de Novembro de 2017, 09h:50

Tamanho do texto A - A+

Por não aceitar fim de casamento, homem atira duas vezes e mata esposa

Por: LUIS VINICIUS

Uma mulher de 34 anos foi assassinada com dois tiros dentro de sua residência, na tarde de domingo (12), na cidade de Araputanga (345 km ao Oeste de Cuiabá). O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-marido da vítima, que não aceitou o término do relacionamento.

 

Reprodução

feminicidio

 

De acordo com o boletim de ocorrência, o crime aconteceu por volta das 17 horas, quando o suspeito J.A.C, invadiu a casa da vítima e, após uma discussão, teria sacado um revólver a atirado duas vezes em Rita Jorge da Silva.

 

Logo após o crime, o suspeito fugiu do local a pé tomando rumo ignorado. O assassinato foi presenciado pela mãe e pela irmã da vítima, que acionou uma ambulância da cidade. No entanto, quando os socorristas chegaram a residência, Rita já estava morta.

 

Ao serem questionados, os familiares da vítima disseram que Rita havia terminado o relacionamento com o suspeito há duas semanas e que ele não aceitava o fim do casamento. Em uma das recentes discussões do casal, J.A.C, disse que iria tirar a própria vida caso Rita não reatasse a relação.

 

“Há pouco tempo ela havia pedido medidas protetivas contra ele, mas não conseguiu. Ele era muito agressivo e não aceitava que ela se separasse dele. É uma pena, pois é mais uma mulher que é assassinada”, disse uma testemunha à reportagem.

 

Policiais militares saíram em rondas pela região, mas até a publicação da matéria, o suspeito não havia sido localizado.

 

O corpo de Rita foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto