Sábado, 03 de Fevereiro de 2018, 11h:30

Tamanho do texto A - A+

Policial civil é preso suspeito de dar apoio a filho durante roubo a loja de eletromóveis

Por: LUIS VINICIUS

O policial civil, B.C.A, de 55 anos, foi preso pela Polícia Militar suspeito de dar apoio ao filho durante um assalto a loja de eletrodomóveis e por ter sido encontrado com um revólver calibre 38 roubado em seu veículo. A prisão do agente aconteceu na noite de sexta-feira (2), na cidade de Diamantino (200 km de Cuiabá).

 

Reprodução

civil preso.jpg

 Armas encontradas com o policial civil

De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar, os PMs estavam em rondas pela cidade no intuito de encontrar os criminosos que participaram de um assalto a uma loja da cidade.

 

Durante buscas no bairro Novo Diamantino, os militares conseguiram localizar o menor de 17 anos, identificado como, L.M.L.S, que estava acompanhado do policial civil.

 

Diante das evidências de que o menor estava envolvido no roubo, os policiais prenderam o adolescente e liberaram o agente, B.C.A.

 

No entanto, durante o percurso até a delegacia, o menor confessou a participação no crime e de outros dois bandidos que moram em Cuiabá, sendo que um deles, é filho do policial.

 

Na unidade policial, o menor afirmou que o agente deu apoio aos criminosos, - incluindo o seu filho - que estavam em uma na região de mata, na Comunidade Caeté e os levou à Cuiabá com as armas utilizadas no roubo e materiais roubados.

 

Diante da denúncia, os PMs saíram em buscas do policial. Ele foi encontrado dirigindo um veículo Gol, na Avenida J.P.F Mendes. Com o agente, foi encontrada um revólver calibre 38, registrada na Polícia Civil com sete munições intactas.

 

Durante buscas veicular, foi encontrado outro revólver calibre 38 e mais 30 munições do mesmo calibre e ainda a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do seu filho. Na checagem foi constatado que a arma roubada era de uma empresa de segurança privada do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

Diante disso, o policial foi encaminhado à delegacia de policia para serem tomadas as medidas cabíveis.

 

Na unidade policial, várias vítimas do roubo da loja compareceram e reconheceram, por meio de imagens que o filho do policial era um dos assaltantes, e que o mesmo utilizava no roubo a arma de fogo encontrada no veículo do policial civil.

 

Os fatos foram encaminhados à Polícia Civil da cidade para investigação.

 

Outro lado

 

Por telefone, a assessoria de imprensa da Polícia Civil afirmou que não existem elementos para afirmar que B.C.A, participou do roubo e que todas as acusações serão objetos de investigação posterior.

 

A assessoria complementou dizendo que ele foi conduzido à delegacia por porte ilegal de arma de fogo e que o policial foi liberado após o pagamento de dois salários mínimos de fiança. A Polícia Civil informou ainda que após a prisão do agente, o menor contou que só informou que o policial participou do crime, porque foi obrigado. A Corregedoria da Polícia Civil também investigará o caso.

Leia mais sobre este assunto




4 Comentários

Critico - 08/02/2018

Policial civil obrigado a participar de crime? Engana que eu gosto kkkkkkkkk

Jullyano de Arruda Cardoso - 08/02/2018

Primeiro tem que saber as informações pra depois Sair falando Se voce não sabe oque aconteceu Então não fala oque não ocorreu.

Ivan Roberto de Arruda - 05/02/2018

Porque não apura os fato pra sair falando.

Carlos - 03/02/2018

Muito boa a matéria. Lamentamos somente o corporativismo da PJC, porque se agente está com arma roubada concerteza ele deve participar de ilícitos.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA