Quarta-Feira, 06 de Junho de 2018, 16h:38

Tamanho do texto A - A+

Policiais fazem campana na mata e prendem três suspeitos de roubo

Por: REDAÇÃO

Policias Militares prenderam três indivíduos por volta das 20h de terça-feira (05) em uma chácara na região do Distrito Industrial, em Cuiabá, em decorrência de um roubo de eletrodomésticos na empresa Rapidex Logística e Encomendas. A ação criminosa aconteceu às 17h do mesmo dia, quando os suspeitos deixaram os seis funcionários amarrados. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

policia militar a noite

 

As vítimas F.P.L., 47 anos, W.D.S., 41, R.C.E., 48, M.P.S., 32, J.S.C., 34, C. A.B.J., 25, foram surpreendidas pelos suspeitos usando capacetes e armados. Além de amarrá-los, levaram cerca de R$ 1.600,00 e celulares dos funcionários. 


Na sequência, encheram o caminhão da empresa com eletrônicos, sendo vários televisores, impressoras,  notebooks e outros materiais e saíram.  Cerca de 2h depois as vítimas conseguiram se soltar e chamar a polícia.

 

O caminhão deixou um rastro pela chácara, onde a cerca também foi cortada, mas não havia ninguém no local. Os produtos roubados foram localizados nas proximidades, dentro da mata, onde os policiais do 24º Batalhão fizeram uma campana aguardando os suspeitos retornarem. O caminhão foi abandonado próximo ao local.

 

Algumas horas depois, três suspeitos apareceram em um veículo Peugeot prata e foram surpreendidos pelos policiais. Um deles, Luismar Braz Santos, 25 anos, tentou foragir, mas foi rendido pelos policiais. Já o suspeito J.V.F.N., 22 anos, assumiu ser o dono da arma utilizada no roubo que estaria em sua casa, no bairro Voluntários da Pátria. A arma foi localizada dentro do guarda roupa e junto a quantia de R$ 1.443,00 em dinheiro e um rádio de frequência da polícia.

 

O caminhão e 27 caixas de clicletes fechadas foram entregues para ao representante da empresa Rapidex Logística e Encomendas, F.L.B.  Os demais materiais e os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes.  

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto