Sexta-Feira, 10 de Março de 2017, 07h:15

Tamanho do texto A - A+

Polícia Civil não descarta que mortes em Sorriso tenham sido comandadas por facções

Por: REDAÇÃO

A Polícia Judiciária Civil e a Polícia Militar mobilizaram seu efetivo para a elucidação de três homicídios e quatro tentativas ocorridos no município de Sorriso (442 km ao norte de Cuiabá). Uma força-tarefa foi criada para apurar as características da materialidade dos crimes, e especialmente identificar a autoria das ocorrências, assim como a existência de relação entre os crimes.

 

PMMT

Polícia militar

 

De acordo com o delegado Regional de Sinop, Sergio Ribeiro Araújo, a Polícia Civil está comprometida com a elucidação dos fatos. “Diversas diligências estão sendo realizadas ininterruptamente por policiais civis da região para reunir o maior número de informações qualificadas que guardam referência aos homicídios, assim como identificar e ouvir prováveis testemunhas”.

 

Segundo o delegado titular da Delegacia de Polícia de Sorriso, Bruno  Sérgio Magalhães Abreu, a investigação corre em diferentes frentes, mas já indicam o envolvimento, ou ao menos o assédio, de algumas vítimas por uma organização criminosa que age dentro e fora de presídios em todo o Brasil.

 

“Nenhuma hipótese motivacional dos delitos é descartada nesse início de investigações. Contudo, segundo informações de familiares ouvidos até o momento – e que serão posteriormente confrontadas com outros atos do Inquérito Policial - algumas das vítimas teriam sido ameaçadas por descumprirem determinação de agentes dessa organização criminosa, por desacordo referente à prática de crimes na cidade de Sorriso”.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto