Quarta-Feira, 05 de Dezembro de 2018, 09h:22

Tamanho do texto A - A+

Pilotos sobreviveram comendo alimentos que tinham em avião e bebendo água de rios

Por: JESSICA BACHEGA

Resgatados no fim da tarde desta terça-feira (4), os  pilotos Marcelo Balestrin e John Cleiton Venera sobreviveram se alimentando de suprimentos que tinham levado e bebendo água de rios da região. Ambos estão internados no Pronto Socorro de Cuiabá e não têm previsão de alta.

 

Folha Sul Online

pilotos resgatados

 

Os tripulantes estavam desaparecidos desde a sexta-feira (30), quando mantiveram o último contato com a torre de controle antes de sumir na região da Serra do Mangaval, em  Poconé.

 

A aeronave, de prefixo PT-ICN, teria decolado de Pimenta Bueno, em Rondônia, com destino ao Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em  Várzea Grande (MT).
O monomotor teria decolado às 5h30 e perdeu contato com a torre de controle quando estava a cerca de 150 quilômetros do destino.

 

Desde sábado A Força Aérea Brasileira (FAB), Ciosp e Corpo de Bombeiros estavam nas buscas pelas vítimas. Devido ao mau tempo, a procura foi interrompida por algumas horas e retomada até a localização dos ocupantes, que foram resgatados e trazidos para Cuiabá.

 

As vítimas estão feridas e o quadro clínico não foi divulgado. Informações do site Folha do Sul Online, familiares dos pilotos acompanham o tratamento deles e as primeiras imagens foram divulgadas. Os parentes disseram que as vítimas relataram que sobreviveram se alimentando so que tinham levado e bebendo água do rio e da chuva.

 

Veja vídeo

">

Avalie esta matéria: Gostei +5 | Não gostei