Quinta-Feira, 12 de Abril de 2018, 16h:10

Tamanho do texto A - A+

"Peço a população que confie na Polícia Militar", diz coronel

Por: LUIS VINICIUS

“Peço a população que confie na Polícia Militar”. Esse é o pedido do sub-chefe do Estado Maior da Polícia Militar, coronel Henrique Correa Santos, durante a apresentação de produtividade da corporação, na manhã de quarta-feira (11), no Quartel do Comando Geral (QCG) da instituição. Aos jornalistas, o oficial afirmou que os policiais sempre age em prol do cidadão para evitar ações criminosas em todos os 141 municípios do Estado.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

coronel henrique santos

Coronel Henrique Santos pede apoio da população nos trabalhos da Polícia Militar

“A Polícia Militar tem feito o seu papel social. Nenhum criminoso vai ficar livre das mãos da Polícia Militar. A nossa instituição está nos 141 municípios de Mato Grosso. A nossa corporação está fazendo o nosso papel e ao recado que a gente deixa para a população é que confie na Polícia Militar. Confie no trabalho que nós estamos fazendo. Os policiais militares sempre vão agir em prol do cidadão, o nosso objetivo é esse, dar segurança ao cidadão”, disse o comandante aos jornalistas.  

 

De acordo com os números divulgados pela instituição, do início de janeiro ao fim de março deste ano, 12.087 pessoas foram conduzidas às delegacias. Além disso, 4.580 pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Militar e 490 por mandados de prisão.

 

Outro número que chama a atenção, foi a quantidade de simulacros de arma de fogo apreendidos nestes três primeiros meses do ano, 114. A quantia representa um aumento de 7% em relação as 107 armas de brinquedo recuperados em 2017. Já em relação as armas de fogo apreendidas, o número vai para 611 e apresenta uma queda de 17% em comparação ao ano passado.

 

“Nós estamos realizando diversas operações para combater o crime de todas as formas. Essas ações têm o objetivo de estar presente em todos os locais para prender os criminosos e impedir que as ações criminosas sejam concluídas. Nós estaremos trabalhando 24 horas para dar segurança aos cidadãos”, explicou o coronel.

 

Facções 

 

Nos três primeiros meses do ano, as organizações criminosas ganharam grande repercussão na mídia. No entanto, o coronel Henrique afirmou que 11 pessoas envolvidas em vídeos de espancamentos, denominados salves de facções criminosas, foram presas pela Polícia Militar.

 

“O nosso trabalho continua forte contra as facções. Daqueles vídeos que circulavam em aplicativos de celular, 11 pessoas foram presas pela Polícia Militar. Nosso serviço de inteligência é incansável e assim conseguimos identificar e prender. Com apoio da Polícia Civil nós conseguimos fazer o flagrante e entregar esses homens, em sua maioria, para a Justiça", comentou o coronel.

 

Essas pessoas presas eram responsáveis pelo famoso "tribunal do crime". Nas imagens apareciam pessoas que foram na contramão da ordem dada pela facção. Eles eram amarrados e açoitados com pedaços de madeira, fios de luz e em alguns casos eram baleados.

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto