Terça-Feira, 02 de Janeiro de 2018, 16h:50

Tamanho do texto A - A+

Padre alega ingenuidade e diz que promove a paz e segurança na sociedade

Por: JESSICA BACHEGA

O padre Thiago Bruno, da paróquia de São José dos Quatro Marcos, se manifestou por meio de sua página em rede social pedindo perdão à sociedade e esclarecendo a polêmica na qual se envolveu o feriado de ano novo. O religioso publicou uma foto na qual aparece segurando uma arma de fogo. A imagem rapidamente se espalhou e gerou indignação.

 

Reprodução

padre thiago bruno

 Padre publicou foto em rede social

Na publicação feita na tarde desta terça-feira (2) o católico pede orações e afirma que a arma seria de brinquedo e presente de um amigo. O padre declara que errou e que é contra a cultura de morte.

 

“Por ocasião de uma comemoração de aniversário de um amigo, na ingenuidade, publiquei em rede social uma imagem em que apareço próximo a uma arma de brinquedo ("souvenir") deste mesmo amigo, de onde surgiram várias interpretações, como é comum nos comportamentos nas redes sociais”, disse.

 

A imagem foi publicada nesta segunda-feira (1) e ganhou grande repercussão, inclusive acusações de que o padre estaria fazendo apologia ao crime.

Após a repercussão a Polícia Civil passou a apurar o caso e o padre já foi intimado para prestar esclarecimentos.

 

“Entramos em contato com o padre, mas ele não está na cidade. Está de férias. Mas o intimamos para prestar seus esclarecimentos sobre o fato”, disse o delegado Miguel Macário que conduz o procedimento. 

 

A postagem do padre teve dezenas de compartilhamentos e amigos demonstraram o apoio ao religioso nos comentários.

 

Nota de esclarecimento

Por ocasião de uma comemoração de aniversário de um amigo, na ingenuidade, publiquei em rede social uma imagem em que apareço próximo a uma arma de brinquedo ("souvenir") deste mesmo amigo, de onde surgiram várias interpretações, como é comum nos comportamentos nas redes sociais.

 

Errei e peço perdão à minha família, à família do meu amigo aniversariante, aos meus paroquianos, e aos meus amigos.

 

Afirmo que promovo a paz e a segurança na sociedade, o bem estar da família, o respeito às leis, e a defesa da vida desde a concepção da pessoa humana.

 

Sou contra a cultura de morte (incluindo qualquer apologia ao crime).

 

Que Deus abençoe a todos nós com um ano novo cheio de vida nova. 

Feliz 2018. Rezem por mim!

 

Leia também

Padre gera polêmica ao postar foto com arma e mensagem de ano novo em rede social

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto