Quarta-Feira, 25 de Outubro de 2017, 15h:05

Tamanho do texto A - A+

Mulher que assassinou desafeto com facadas no pescoço é presa e confessa crime

Por: LUIS VINICIUS

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (25), Angela Porto de Melo, de 32 anos, assassina confessa de William de Oliveira Salles, de 22 anos, com uma facada no pescoço, no bairro Jardim das Flores, na cidade de Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá).  O crime ocorreu na noite de terça-feira (24).

 

angela.jpg

 

A prisão da suspeita aconteceu no bairro Padre Lothar. De acordo com a Polícia Civil, a acusada é usuária de drogas e alcoólatra. Angela e William eram inimigos declarados e viviam entrando em vias de fato. Após a prisão, a acusada confessou o crime e disse que cometeu o crime com medo de ser morta pela vítima.

 

“Nós recebemos a informação que a acusada estaria nas proximidades de sua casa, andando de bicicleta e tentando fugir da polícia. No entanto, conseguimos fazer campana e prendê-la. Após a prisão, ela confessou e disse que cometeu o crime devido a várias desavenças que tinha com a vítima. Em uma das discussões, ele chegou a jogar um tijolo nela. Por sorte, ela conseguiu desviar", disse um policial civil.

 

O crime

 

O assassinato aconteceu na noite de quarta-feira (24). Os policiais informaram que após uma discussão com a acusada, William levou uma facada no pescoço. Mesmo ferido, ele foi até a casa de um familiar para pedir ajuda.

 

Ao abrir o portão, o parente de William viu ele no chão e agonizando devido aos ferimentos causados pelo golpe de faca. No momento em que prestava os primeiros socorros à vítima, uma pessoa passou em uma motocicleta e parou no local.

 

A testemunha informou que quem cometeu o crime, foi Angela. O informante confirmou que o homem e a acusada já tiveram diversos desentendimentos. Existem ainda relatos que a suspeita agredia e ameaçava a vítima de morte.

 

A suspeita foi encaminhada a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Rondonópolis para prestar depoimento. Em seguida, ela deverá ser encaminhada ao presídio feminino de Cuiabá. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto