Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018, 15h:14

Tamanho do texto A - A+

Mulher é presa acusada de participar de sequestro de pecuarista

Por: DA REDAÇÃO

Uma mulher foi presa em flagrante por sequestro e cárcere privado de um pecuarista na cidade de Juara (735 km a Noroeste), na terça-feira (19). O comunicado foi  feito por volta das 7h do mesmo dia e às 10h30 o caso estava  esclarecido com a prisão da suspeita e identificação de outros dois integrantes, que não foram presos em flagrante, mas irão se apresentar à Delegacia para esclarecimentos. Os envolvidos são pai e dois filhos (a moça e um rapaz).

 

HiperNoticias

joao sequestrado em juara

 

O delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, informou que na semana passada a vítima, J.B., 65 anos, compareceu a Delegacia para comunicar ameaças que vinha recebendo, devido à cobrança de uma dívida, que segundo a vítima, vencerá daqui a dois anos.

 

Na manhã de ontem, a vítima foi abordada pelos três suspeitos (pai e o casal de filhos), que de imediato começaram a agredi-la. Segundo testemunhas, a vítima conseguiu correr e se esconder em um veículo próximo a um lava-jato, porém, os suspeitos a localizaram e a obrigaram entrar na caminhonete Hilux que estavam. Após o veículo tomou rumo ignorado.

 

A vítima teve o celular quebrado e foi coagida e agredida fisicamente, provocando lesões pelo seu corpo e cabeça. Ela foi mantida por algumas horas presas em uma casa de muros altos,  no perímetro urbano da cidade.

 

Diante das informações e já de posse das identidades dos suspeitos, tanto policiais civis quanto militares iniciaram diligências, até que a Polícia Civil identificou o veículo em uma região de chácara, onde os suspeitos já sabendo que eram procurados tentaram dissimular o sequestro, falando que a vítima estava mostrando as terras a eles.

 

Quando abordado, somente a mulher estava no veículo. Ela foi conduzida à Delegacia e autuada em flagrante. Em audiência de custódia foi posta em liberdade com uso de tornozeleira eletrônica, por estar amamentando uma criança de 4 meses.

 

As investigações prosseguem para responsabilização também de outros dois envolvidos, pai e filho. Os nomes dos envolvidos não foram informados.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto