Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 09h:16

Tamanho do texto A - A+

Mulher ameaça ex-namorado por não receber cachê de filme pornô feito em Cuiabá

Por: LUIS VINICIUS

A Polícia Civil de Cáceres (240 km a Oeste de Cuiabá), investiga denúncia de que uma mulher estaria fazendo ameaças de morte contra o seu ex-namorado que supostamente teria sumido com 80 mil dólares, que o casal teria recebido para fazer um filme pornô em um motel de Cuiabá.

 

G1

Prostituta

 Mulher e ex-namorado são da cidade de Cáceres

A queixa de ameaça de morte foi feita na tarde de segunda-feira (5), por um homem de 37 anos, identificado como J.F, morador da cidade de Cáceres. Ele disse no depoimento que namorou por aproximadamente nove meses com uma mulher, identificada apenas por M.

 

O homem disse que uma segunda mulher, conhecida dele e que mora no Estado do Rio de Janeiro, propôs que ele e a sua namorada fizessem um vídeo pornográfico pelo valor de 80 mil dólares.

 

Ao fazer a proposta para M, a mulher teria aceitado e convidado uma outra amiga para que ela filmasse a relação do casal. Diante disso, o homem, a então namorada e a amiga vieram para a Capital Mato-grossense e gravaram o vídeo pornográfico em um motel da cidade.

 

Passado algum tempo, M. enviou o vídeo para a mulher no Rio de Janeiro e que essa “produtora” iria mandar a gravação para outro país, onde seria produzido o filme.

 

Ilustração

Polícia Militar

 

De acordo com o boletim de ocorrência, passado algum tempo (data não especificada no documento), M. começou a dizer para J.F. que estava grávida, porém foi se distanciando do homem por achar que ele não teria condições para cuidar de um filho.

 

J.F. disse que descobriu que a mulher usava uma barriga falsa e que depois de três meses, M. começou a “perturbar” J.F., dizendo que ele armou para ela na questão do vídeo e que ela não havia recebido nada por participar da gravação.

 

Ela ainda teria afirmado que gostaria de saber quem são as pessoas que teriam recebido o vídeo. O homem disse que perdeu o contato com a tal produtora e que não possui mais a filmagem pornográfica.

 

O denunciante afirmou que a mulher não aceita a sua explicação e que vai acabar com a vida dele, caso não resolva a situação.

 

O caso foi encaminhado à delegacia de polícia para que sejam tomadas as medidas cabíveis. A mulher deverá prestar depoimento nos próximos dias.

 

 

Avalie esta matéria: Gostei +9 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto