Quinta-Feira, 26 de Abril de 2018, 14h:44

Tamanho do texto A - A+

Membros de facção são presos por assassinato no Tijucal

Por: DA REDAÇÃO

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), da Polícia Judiciária Civil, deflagrou nesta quinta-feira (26.04), a "Operação Vindicta" com o objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra autores de um homicídio, ocorrido no mês de março, no bairro Tijucal, em Cuiabá. Os suspeitos fazem parte de uma facção criminosa e o crime teria sido motivado por vingança.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Pesos em sao paulo/dhpp

 

Os mandados de prisão preventiva foram cumpridos contra Hiago Fabricio Marques de Almeida, conhecido como “Batatão” e Alex Gabriel Souza Silva, o “Costelinha”. Nas investigações da DHPP, os dois suspeitos foram apontados como autores do homicídio e teriam contato ainda com apoio de duas adolescentes para prática do crime.

 

O homicídio que vitimou Luís Antonio de Aquino aconteceu no dia 18 de março deste ano, no bairro Tijucal. A vítima foi encontrada caída na calçada já sem sinal de vida, apresentando dezoito lesões causadas por golpes de faca na região das costas e tórax e mais três lesões produzidas por golpes de caibro de madeira na região do crânio.

 

Nas investigações conduzidas pela DHPP com apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá, as equipes de investigadores conseguiram chegar até a identidade dos suspeitos, os quais teriam contatado com apoio de duas menores de idade (também já identificadas) para praticar o crime.

 

De acordo com as investigações, a vítima causou um prejuízo ao membro de um grupo criminoso, que por vingança teria pedido sua morte. Diante das informações levantadas, o delegado Marcelo Fernandes Jardim representou pelos mandados de prisão preventiva contra os dois suspeitos, além de quatro mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos nesta quinta-feira (26) pela equipe da DHPP.

 

Segundo o delegado, Alex teve o mandado de prisão cumprido na Penitenciária Central do Estado (PCE), onde já estava preso desde o dia 04 de abril, por envolvimento com tráfico de drogas. O suspeito Hiago, por sua vez, foi localizado em sua residência em um condomínio, no bairro Jardim Imperial em Cuiabá. Durante o cumprimento dos mandados de busca, foram apreendidos aparelhos celulares, rádios comunicadores e pequena quantidade de entorpecente. As menores envolvidas no crime ainda não foram localizadas.

 

“Os dois suspeitos foram indiciados em inquérito policial pelos crimes de homicídio qualificado e associação criminosa, uma vez que são membros de uma facção e a ordem para matar a vítima veio do grupo criminoso”, explicou o delegado.

 

O nome da operação Vindicta vem do latim e significada “vingança”, fato que teria motivado o crime.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto