Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 10h:23

Tamanho do texto A - A+

Jovem de 15 anos desaparece depois de ir em casa de amiga, em Cuiabá

Por: LUIS VINICIUS

Familiares e amigos buscam informações da estudante, Hayane Lima dos Santos, de 15 anos, que está desaparecida desde a tarde de quarta-feira (31). A adolescente mora no bairro Jardim Florianópolis, em Cuiabá e saiu de casa por volta das 13 horas, dizendo que iria para casa de uma amiga, localizada no mesmo bairro. No entanto, a jovem que está sem celular não deu mais notícias aos parentes.

 

Reprodução

hayane desaparecida/dhpp

 

Em relatos ao HiperNotícias, a mãe da jovem, identificada como, Haryadne Cruz Lima  de Assis, disse que no mês de dezembro descobriu um relacionamento de Hayane com um morador do bairro Alvorada. Ela disse que na ocasião não aceitou a relação, pois o companheiro de sua filha se tratava de um traficante. O homem seria membro da maior facção criminosa de Mato Grosso, Comando Vermelho (CVMT). No entanto, a informação não foi confirmada pela polícia.

 

“A minha filha saiu de casa por volta de 12h50 de quarta-feira, dizendo que iria para a casa de uma amiga chamada Carol, moradora aqui do Jardim Florianópolis. No entanto, desde quarta-feira, ela não deu mais notícias. Eu não sei o que aconteceu, mas em dezembro de 2017, eu descobri um relacionamento dela com um traficante lá do Alvorada e não aceitei, mas não sei se isso tem relação. Eu não sei se ela ainda está com esse rapaz”, disse à reportagem.

 

Haryadne disse que sua filha já havia ficado um período sem dar notícias, mas que na ocasião estava na casa de seu pai. Desta vez, passado quase 48 horas, ela continua sem informações do paradeiro de sua filha.

 

“Uma vez ela saiu de casa era 4 horas da tarde, ai eu fui para a igreja e ela falou que iria para casa de uma amiga. Quando eu retornei, ela não tinha chegado ainda, só que quando deu meia-noite ela mandou mensagem no celular da minha mãe, dizendo que ela estava na casa do pai dela. Desta vez, eu entrei em contato com o pai dela e ele também não tem informações dela. Espero que a minha filha possa estar bem e que nada de ruim aconteça com ela”, concluiu à reportagem.

 

Haryadne disse que registrou boletim de ocorrência na tarde de quinta-feira (1), na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O caso está sendo investigado pelo Departamento de Desaparecidos da Polícia Civil.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 8

Leia mais sobre este assunto