Domingo, 13 de Agosto de 2017, 09h:58

Tamanho do texto A - A+

Guarda municipal e outros três são presos com espingardas e animais recém abatidos

Por: CAMILLA ZENI

Uma ação integrada entre o Batalhão Ambiental da Polícia Militar e fiscais da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) resultou na prisão de quatro homens, acusados de caça ilegal no município de Barão de Melgaço (distante cerca de 110 km de Cuiabá). Um dos envolvidos se identificou como sendo guarda municipal em Várzea Grande. Eles foram pegos com espingardas e animais silvestres recém abatidos.

 

Divulgação

caça ilegal

 

Os envolvidos foram identificados como Joseney Celson da Silva Leite, de 48 anos, Antonio João Calmon, 63, Antonio Agostinho das Neves, de 72, e Osly Justiano Pedraça, de 42. O último era quem conduzia o veículo, uma caminhonete Ford Ranger, de cor branca. Ele também se identificou como guarda municipal de Várzea Grande.

 

Os quatro foram presos no distrito de Mimoso com oito peças de animais silvestres, sendo quatro de veado e quatro de paca. Há a informação de que uma onça também teria sido abatida pelo grupo, mas ainda não foi confirmada.  

 

As partes dos animais estavam escondidas em um fundo falso em um veículo reboque, que estava atrelado a caminhonete do grupo.

 

Os policiais apenas localizaram os animais após levarem o veículo até a Delegacia de Polícia de Santo Antônio do Leverger (distante 30 km da Capital). Conforme as informações, eles já desconfiavam de caça ilegal por terem encontrado as armas e munições. Ao todo foram recolhidos 43 cartuchos intactos de espingarda calibre 22.

 

Os quatro foram presos em flagrante e devem ser enquadrados por caça ilegal. Além disso, eles também deverão arcar com uma multa de R$16 mil.

Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Credito: Divulgação
Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto