Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018, 08h:07

Tamanho do texto A - A+

Governador Pedro Taques diz que não existe problemas com viaturas

Por: LUIS VINICIUS

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que não existe nenhum problema com as viaturas das polícias Militar e Civil de Mato Grosso. Em entrevista coletiva durante a solenidade de promoção de praças e oficiais da Polícia Militar, o chefe do Executivo disse que na sua gestão praticamente dobrou o número de veículos das instituições e que todos os carros estão aptos a rodarem em todo o Estado.

 

Reprodução

TAQUES

 

Na quinta-feira (19), policiais civis e militares denunciaram a reportagem do HiperNotícias que algumas viaturas, modelo Trailblazer, da Chevrolet, foram bloqueadas durante atendimento a ocorrências em Cuiabá. Os veículos teriam sido impedidos de circularem devido a falta de pagamento do aluguel dos carros, por parte do governo do Estado.

 

Um dos casos teria acontecido com uma viatura da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran). O veículo parou na Avenida Beira-Rio, quando um policial iria atender uma ocorrência. De imediato, ele ligou para a empresa que explicou o motivo seria a falta de pagamento. Na oportunidade, o delegado da Deletran, Christian Cabral, instaurou um inquérito na manhã de sexta-feira (20) para apurar o bloqueio da viatura.

 

“Não existe nenhum problema com as viaturas da Polícia Militar e da Polícia Civil. Está tudo ok. O próprio proprietário da empresa de locação já publicou uma nota explicando sobre isso”, disse o governador aos jornalistas durante entrevista no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar.

 

O tucano contou ainda que na sua gestão foram implantadas praticamente o dobro de dobro de viaturas do que no governo Silval Barbosa nas duas instituições. “Quando nós assumimos o governo no ano de 2015, existiam 680 viaturas no Estado. Na nossa administração já estamos a 1.120 veículos. O aumento foi grande. Nenhuma cidade de Mato Grosso está sem viatura”, completou o chefe do Executivo. 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto