Quinta-Feira, 30 de Novembro de 2017, 10h:07

Tamanho do texto A - A+

Falso médico é preso em flagrante ao negociar cargo público com universitários

Por: LUIS VINICIUS

Um homem como C.E.M.R., de 23 anos, foi preso pela Polícia Civil, acusado de estelionato, no Centro Universitário de Várzea Grande, na noite de quarta-feira (29). O homem foi detido em flagrante ao se passar por médico e tentar dar um golpe de venda de vagas na Prefeitura de Cuiabá.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

policia civil

 

De acordo com o boletim de ocorrência, um policial civil recebeu a denúncia que o suspeito estaria se passando por médico concursado da prefeitura e vendendo vagas de emprego a universitários do curso de Medicina, cobrando vantagens de até R$ 330 para cada candidato.

 

O suspeito dizia ter influência junto ao secretário de Saúde do município e outras autoridades da Capital, para tentar convencer as vítimas.

 

Na investigação da denuncia, os policias descobriram a hora e local que o acusado iria se encontrar com uma das vítimas e a equipe se deslocou até o estacionamento da universidade para confirmar se o suspeito iria ao encontro. Depois de algum tempo, o falso médico chegou em uma caminhonete Tucson.

 

C.E.M.R. foi visto conversando por alguns momentos com a vítima, e, em seguida, ela lhe entregou um envelope com cópias de seus documentos e uma quantia em dinheiro.

 

Os policiais abordaramo suspeito e, ao ser questionado, ele informou que não era médico e que o dinheiro seria de uma dívida que a vítima tiria com ele.

 

Os policiais checaram o carro em que o suspeito estava e constataram que estava no nome de outra pessoa.  Os agentes entraram em contato com o proprietário, que relatou que havia vendido o carro ao suspeito, mas que ele não havia feito o pagamento.

 

O falso médico foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes de Várzea Grande, onde foi autuado por estelionato. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Avalie esta matéria: Gostei +5 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto