Sexta-Feira, 17 de Março de 2017, 09h:50

Tamanho do texto A - A+

Ex-vereador é assassinado com tiros no peito e no rosto dentro de sua casa; suspeito fugiu

Por: JESSICA BACHEGA

O ex-vereador Elpido da Silva Meira, da cidade de Colniza (distante 1.114 km  de Cuiabá), foi morto com três tiros no peito e dois no rosto, na noite desta quinta-feira (16). Ele estava em sua residência quando foi surpreendido pelo suspeito que descarregou a arma e fugiu.

 

Reprodução

vereador Elpido

 O ex-vereador era conhecido por seu destemor na luta em prol da comunidade

De acordo com informações da Polícia Militar (PM) da cidade, a equipe foi acionada por um vizinho que contou ter ouvido o barulho dos tiros vindo da casa do vereador.

 

Chegando ao local, os policiais já encontraram a vítima sem vida. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e atestou a morte do ex-vereador.

 

Conforme a polícia, além dos disparos que acertaram a vítima havia marcas de tiros também  nas paredes da casa. Nenhum vizinho viu qualquer ação suspeita no local, além de ouvir os disparos.

 

A principio a polícia relatou que nada de valor foi levado da casa do vereador. Foram feitas rondas, mas nenhum suspeito foi localizado. A cena do crime é bastante assustadora, porque além dos tiros no peito, dois atingiram o rosto do ex-político, que ficou caído sob a poça de sangue. 

 

A Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) foi acionada para realizar os devidos exames no local e liberação do corpo para o velório. O crime será investigado pela Polícia Civil do município.

 

Conforme informações do site Juína News, o ex-parlamentar era conhecido por seu destemor nas reinvindicações de melhorias para a população nos debates da Câmara de Vereadores. Elpido é de um das famílias pioneiras na região.

 

Elpido esteve na Câmara Municipal por três mandados, entre os anos de 2005 a 2016. Ele era casado e deixa três filhos. 

 

O velório ocorre na manhã desta sexta-feira (17) no  Ginásio Ayrton Senna, no município.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto