Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2018, 07h:56

Tamanho do texto A - A+

Casal é preso em Cuiabá ao tentar vender carro roubado usando documento falso

Por: DA REDAÇÃO

Um casal foi preso pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), de Várzea Grande, da Polícia Judiciária Civil, quando tentava finalizar a venda de um veículo roubado para uma loja de garagem. A prisão foi efetuada em Cuiabá, na tarde de quarta-feira (21).

 

Alan Cosme/HiperNoticias

derf

 A prisão dos suspeitos foi realizada por policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos

Juarez Geraldo dos Santos, 66, e Bárbara Christinne Souza Gomes, 34, ambos com passagem pela polícia, foram autuados em flagrante pelos crimes de uso de documento falso, receptação, adulteração de sinais identificadores de veículos, associação criminosa e estelionato.

 

Os dois foram surpreendidos dentro do Cartório do 7º Ofício de Cuiabá. A dupla estava na posse do automóvel, Ford Fusion, branco, roubado de um lava jato, no bairro Jardim Imperial, no dia 1º de fevereiro.

 

Na ocasião do assalto ao lava jato foram roubados dois veículos, sendo o Ford Fusion e uma caminhonete Amarok, que foi recuperada no mesmo dia da ação criminosa, 1 de fevereiro.

 

Os dois suspeitos estavam tentando vender para um garagista o automóvel, que já estava com os sinais identificadores adulterados. No momento da abordagem, Juarez se apresentou com outro nome e também entregou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) contento sua fotografia, porém, falsificada.

 

Questionado sobre os fatos, Juarez alegou ser usuário de drogas e frequentador da praca do Pedra 90, local onde recebeu proposta de duas pessoas, para assinar documento de um veículo, em troca ganharia R$ 2 mil reais e mais entorpecente para consumo.

 

Após aceitar a empreitada, os rapazes compraram roupas e sapatos novos para Juarez, que também foi levado até um salão de beleza para corte do cabelo e da barba, e, posteriormente, tirado fotografias.

 

Na segunda-feira (19), Juarez e Bárbara estiveram no estabelecimento comercial para efetuar a venda do veículo. No entanto, não tinham o documento CRV do carro, que foi exigido pelo proprietário da garagem. Quando retornaram para concretizar a venda acabaram presos em flagrante. 

 

Bárbara possui passagem por crimes patrimoniais e estelionato. Já Juarez por tráfico de drogas. Os dois foram conduzidos à Delegacia, interrogados, autuados e apresentados para audiência de custódia.

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto