Quinta-Feira, 18 de Maio de 2017, 11h:47

Tamanho do texto A - A+

Após matar homem para roubar moto, trio cometeu novo crime e levou R$ 55

Por: MAX AGUIAR

Em menos de 24 horas, um dos autores do latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido na manhã de quarta-feira (17), nas proximidades do Condomínio Terra Nova, na Estrada da Guarita, em Várzea Grande, foi preso pela Polícia Judiciária Civil.

 

Reprodução

MORTO TERRA NOVA VG

Crime ocorreu na Estrada da Guarita, em Várzea Grande

Erick Rubens Magalhães de Campos, 21, conhecido como “Gordinho”, foi autuado em flagrante por latrocínio consumado, associação criminosa, e latrocínio tentado, após ser preso na noite de quinta-feira (17), no bairro Figueirinha.

 

Ele é um dos autores da morte de Leomar Almeida Sales de Jesus. A vítima, em uma motocicleta Honda Biz, seguia com a esposa na garupa, pela Estrada da Guarita, quando ao reduzir a velocidade, para passar em uma quebra-mola, foram surpreendidos por um homem armado, que deu ordem de parada e anunciou o assalto. No entanto, o motoqueiro tentou desviar do suspeito, que acabou efetuando dois disparos de arma de fogo, acertando as duas vítimas.

 

Leomar não resistiu aos ferimentos é morreu no local. Já a  mulher, atingida no braço, foi socorrida e encaminhada para atendimento médico.

 

Logo que acionados, os investigadores de polícia da Delegacia de Roubos e Furtos iniciaram diligências para esclarecer o crime, conseguindo identificar os três suspeitos de cometer o latrocínio, que estavam escondidos no matagal.

 

Os envolvidos são moradores do bairro Figueirinha e possuem passagens criminais. Um deles, Erick, foi localizado nos trabalhos desenvolvido de formas ininterruptas.

 

O suspeito, ao avistar a presença dos investigadores, tentou resistir a prisão pulando muro de várias residências. Porém, foi contido pelo cerco policial.

 

Em interrogatório, Erick confessou ter praticado o latrocínio junto com outros dois comparsas, qualificados como Alexsandro Ataíde Souza, conhecido como “Alex”, e Rudson Andrey da Silva Guia, conhecido como “Bodega”.

 

De acordo com o preso, a arma de fogo usada foi um revólver calibre 38 de propriedade de Alexsandro. Ele disse que o combinado entre os autores era roubar a moto e os pertences das vítimas.

 

Ainda em depoimento, Erick contou como a ação criminosa foi planejada pelo trio atuante em roubos na região. O suspeito disse que esperaram a vítima reduzir a velocidade da motocicleta e um dos comparsas que estava escondido no mato foi para o meio da pista e enquadrou a vítima, anunciando o roubo, porém, a vítima tentou desviar e nesse instante o comparsa efetuou o disparo.

 

Segundo ele, depois do latrocínio eles roubaram outro motoqueiro da mesma foram. O motociclista teve R$ 55,00 subtraído.

 

O preso foi autuado em flagrante por latrocínio consumado, associação criminosa, e latrocínio tentado.

 

A delegada de polícia da Derf-V.G., Elaine Fernandes Silva, disse que as diligências continuam para localizar os outros dois envolvidos, que encontram-se foragidos.

 

Informações referente aos comparsas foragidos podem ser feitas pelo 197, da Polícia Civil, ou direto na unidade pelo (65) 3901-5360.

Avalie esta matéria: Gostei +6 | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto