Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, 14h:52

Tamanho do texto A - A+

Acusado de homicídio é preso e afirma que matou vítima por furto de celular

Por: REDAÇÃO

Fábio Correa Matos foi preso em cumprimento de mandado de prisão expedido pelo assassinato de um homem a golpes de facas, na madrugada de quarta-feira (08), na cidade de Juina (735 km  Noroeste). O suspeito foi localizado na tarde de quinta-feira (09), em via pública,  pela equipe da Polícia Judiciária Civil.

 

O suspeito é apontado como autor da morte de Claúdio Silva de Oliveira, 36 anos,  que na madrugada de quarta-feira (08), foi encontrado caído na área de uma casa com várias perfurações de faca pelo corpo. Ele foi socorrido pelo Samu, mas acabou morrendo no dia seguinte. 

Reprodução

Suspeito de matar homem por conta de furto de celular é preso em Juína

 

 

Na ocasião, a vítima chegou a informar quem era o suspeito. A Polícia Militar realizou diligências, mas ele não foi localizado. A prisão foi efetuada após a Polícia Civil reunir elementos de provas e o delegado, Marco Bortolotto Remuzzi,  representar pela prisão o suspeito, que foi rapidamente localizado pela equipe de investigadores.

 

Em interrogatório, o preso alegou que a vítima teria ido até sua residência e na posse de uma faca atentou contra sua vida. Ele contou ainda, que para se defender, pegou um pedaço de madeira e deu uma paulada no braço da vítima derrubando a faca, e em seguida, desferiu os golpes de faça. A vítima ainda conseguiu se levantar e ir até a casa da ex-companheira, onde foi localizada e socorrida.


Segundo o preso, tudo foi motivado pelo furto do celular da mãe dele, praticado pela vítima Claúdio. Ele alegou ainda que a vítima tinha prometido efetuar o pagamento, mas não o fez.

 

O suspeito foi autuado por crime de homicídio e passará por audiência de custódia nesta sexta-feira (10).

 

O delegado ressaltou contou com total agilidade do Ministério Público e do Poder Judiciário, que rapidamente acataram com a representação do pedido, possibilitando a prisão do autor do homicídio

 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 1