Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, 19h:31

Tamanho do texto A - A+

Sem público

Pouquíssimas pessoas compareceram ao ato promovido pela Central Única dos Trabalhadores (Cut) na Praça Ipiranga, em Cuiabá.

 

O protesto era contra as reformas propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB), e a favor da renúncia do peemebedista. Os organizadores também cobram rigor nas investigações de grampos telefônicos ilegais em Mato Grosso e de desvios de recursos.

 

“Queremos uma reforma política. Queremos eleições diretas e que não haja reformas”, ressaltou o presidente da Cut, João Dourado.

 

Conforme Dourado, no domingo, as 9 horas, a Central realizará um novo ato, desta vez na feira do bairro CPA.

 

">

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei