Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 16h:40

Tamanho do texto A - A+

Penhora Judicial Grupo Global

Mayke Toscano/Hipernotícias

global garden/hotel

Hotel Global, um os mais tradicionais de Cuiabá, integra a RJ do grupo homônimo

 

O advogado Marco Antonio Lorga, do escritório Lorga & Mikejevs Advogados Associados ingressou com pedido de penhora online na Primeira Vara Cível Especializada em Recuperação Judicial e Falência de Cuiabá bloqueio judicial das contas das empresas do Grupo Global: Engeglobal Construções; Construtora e Empreedimentos Guaicurus, Advanced Investimentos e Participações; Global Empreendimentos Turísticos; e Hoteis Global.

Todas são empresas pertencentes ao espólio e/ou de familiares do ex-governador Garcia Neto, cobrando uma dívida de pouco mais de R$ 80 mil. Lorga é o administrador da Recuperação Judicial das empresas e cobra R$ 4.409,85 a título de reembolso pela publicação de um Edital de Segunda Relação de Credores e Aviso de Apresentação do PRJ do Grupo Engeglogal, e mais R$ 80 mil relativos à sua própria remuneração pela administração judicial da RJ alusiva aos meses de outubro de 2018 a janeiro de 2019.

OUTRO LADO: Em contato com a coluna, os administradores da empresa declararam ter ciência da petição e da dívida. Explicam, todavia, que a RJ do Grupo está suspensa temporariamente, aguardando uma deliberação judicial acerca de algumas das empresas integrantes. Isso gerou a suspensão das obrigações financeiras, também temporiariamente. Porém, que liquidarão esses compromissos em tempo hábil, conforme declarou Robério Garcia, um dos sócios.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei