Sexta-Feira, 05 de Outubro de 2018, 17h:11

Tamanho do texto A - A+

Grampolândia à la Netflix

Nas alegações finais feitas pelo Ministério Público (MPE) na ação penal relativa a Grampolândia Pantaneira, que tramita na Décima Primeira Vara Criminal de Cuiabá, o promotor de Justiça Allan Sidney do Ó comparou a 'trama' do esquema de interceptações telefônicas ilegais feitas pela cúpula da Polícia Militar de Mato Grosso a séries da Netflix.

 

"Assim, chega-se ao fim da análise dos fatos execráveis da intitulada 'Grampolândia Pantaneira', dignos de tramas como “House of Cards” e “O Mecanismo”, o que seria  cômico, se não fosse trágico, por infelizmente atingir em cheio a credibilidade da augusta instituição Polícia Militar do Estado de Mato Grosso", disse o promotor, no documento.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei