Domingo, 20 de Agosto de 2017, 11h:00

Tamanho do texto A - A+

Stallone é condenado a 12 anos de prisão por matar desafeto a mando de amigo

Por: JESSICA BACHEGA

A juíza Mônica Catarina Perri condenou o réu Rodrigo Stallone da Silva, vulgo “Orelha”, a 12 anos e seis meses de prisão pela morte de Allison Bruno Pereira Neto. O assassinato foi registrado na Avenida dos Trabalhadores, em Cuiabá, no ano de 2015.

 

Gazeta Digital

juiza monica catarina

 Juíza Mônica Catarina Perri

O réu estava preso na cadeia pública de Cáceres e foi submetido a júri popular nesta semana. Ele continuará preso, desta vem como condenado, no presídio onde está detido. 

 

Conforme a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o preso e seu comparsa abordaram a vítima na avenida e efetuaram um disparo na cabeça que o levou a morte.

 

Os depoimentos colhidos durante as investigações e audiências demonstraram que o crime foi motivado por ciúmes que um conhecido do réu, chamado Michel, tinha da ex-namorada Cristine. Que, por sua vez, na época do crime tinha um relacionamento amoroso com Alisson.

 

Testemunhas relataram que Michel constantemente ameaçava a vítima e que teria sido ele o mandante do assassinado.

 

A desavença entre Michel e Alisson teria começado, porque a vítima conversou com Michel para que parasse de espancar Cristine. As agressões eram constantes e públicas. Mesmo tendo rompido com o ex, ela se encontrava com o atual e com o ex namorado.

 

Irado com o pedido de Alisson, para que parasse de espancar Cristine, Michel, então, teria encomendado a morte do adversário a Stallone, que cometeu o crime.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 6

Leia mais sobre este assunto