Quarta-Feira, 09 de Agosto de 2017, 09h:20

Tamanho do texto A - A+

MPE investiga gasto de R$ 3,5 milhões com material de copa e alimentos

Por: JESSICA BACHEGA

O Ministério Público estadual (MPE) investiga a denúncia de gastos excessivos realizados pela Assembleia Legislativa (ALMT) para a aquisição de produtos de copa nos anos de 2015 e 2017. No período forma empregados R$ 3,5 milhões em gêneros alimentícios  de cozinha. 

 

Imagem da Internet

Célio Furio

 Promotor Célio Fúrio

A portaria assinada pelo promotor de Justiça Célio Joubert Fúrio  foi publicada no mês de julho e busca esclarecimento sobre as informações veiculadas na mídia estadual relatando os gastos.

 

Conforme o documento, a apuração leva em consideração não só valores empregados na aquisição do material, mas também a quantidade de produtos adquiridos por meio dos contratos  nº 009, 010, 011 e 012/2017 firmados em decorrência do pregão presencial nº 002/2017.

 

“Considerando, que a somatória dos valores dos lotes referentes à material de copa/cozinha gêneros alimentícios desses dois procedimentos licitatórios (pregão 017/2015 e 002/2017) – mais de 3,5 milhões de reais -, a quantidade dos produtos licitados (alguns em toneladas) e seu consumo integral no prazo de validade dos certames (dois anos), apresentam-se um tanto desproporcional às necessidades da Assembleia Legislativa”, ressalta o promotor na portaria.

 

O promotor explica, ainda, que os indícios ainda não justificam medidas judiciais, mas a instauração de inquérito civil visando a obtenção de esclarecimentos e informações adicionais no âmbito da atuação de natureza extrajudicial, afim de se adotar as medidas cabíveis ao caso.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto