Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018, 16h:16

Tamanho do texto A - A+

Ministra nega liberdade a advogado acusado de desvio no Detran

Por: JESSICA BACHEGA

A ministra  Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o pedido de liberdade impetrado pelo advogado Pedro Jorge Taques, irmão do ex-secretário e advogado Paulo Taques. Ambos estão presos desde o dia 9 de maio, no Centro de Custódia da Capital (CCC).

 

Alan Cosme/HiperNoticias

pedro jorge/operação bonus

 Pedro Jorge Taques

O pedido de soltura foi protocolado no dia 6 de junho e a decisão da ministra divulgada nesta segunda-feira (11).

 

Jorge Taques foi preso na Operação Bereré acusado de integrar organização criminosa que desviava recursos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), cabia ao jurista intermediar as negociatas entre o irmão e o ex-diretor da EIG Mercados, Valter José Kobori, para pagamento de propina pela empresa ao grupo criminoso e manutenção do convênio com o Detran.

 

O preso nega qualquer envolvimento com o esquema investigado e diz que prestou serviços jurídicos para a EIG. 

 

Operação Bônus 

A segunda fase da 'Operação Bereré' foi batizada de 'Bônus'. Foram expedidos, pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, seis mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão em Cuiabá, São Paulo (SP) e Brasília (DF). As ordens partiram do desembargador José Zuquim Nogueira.

 

A ação é resultado da análise dos documentos apreendidos na primeira fase da Bereré, dos depoimentos prestados no inquérito policial e colaborações premiadas. Tem como objetivo desmantelar organização criminosa instalada dentro do Detran para desvio de recursos públicos.

 

 

Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei