Terça-Feira 17 de Janeiro de 2017
pesquisas

Segunda-Feira, 26 de Dezembro de 2016, 14h:45

Tamanho do texto A - A+

Mendes vê avanços na sua gestão, mas aponta necessidade de mais 60 defensores

Por: JESSICA BACHEGA

O defensor-público-geral de Mato Grosso, Djalma Sabo Mendes, que encerra o segundo mandato à frente a Defensoria, afirma que as metas traçadas para conclusão no biênio 2015/2016 foram cumpridas. 

 

Marcos Lopes/HiperNotícias

Djalma Sabo Mendes/defensoria pública

 Defensor Público Geral Djalma  Mendes esteve a frente da Defensoria nos últimos 4 anos

“Estamos, hoje, conseguindo concretizar um sonho que era de levar a Defensoria para 100% das comarcas do Estado. Hoje isso é uma realidade. Toda a população carente de Mato Grosso pode contar com os serviços da Defensoria Pública”, afirma.

 

Além da expansão da defensoria, Mendes pontua também outros avanços alcançados na sua gestão. Ele cita, como exemplos, a política remuneratória, aprovação de um projeto de lei para que o defensor tenha um assessor jurídico para o auxílio nas demandas, investimento da estrutura física das defensorias nas comarcas.

 

 

Segundo ele, 25 sedes da defensoria no Estado foram inauguradas neste período. Mendes pondera também sobre a valorização do defensor e do assistido durante os anos em que este no comando do órgão.

 

Ele lembra que quando assumiu o cargo encontrou a Defensoria numa situação difícil, com grandes dificuldades, principalmente, de ordem financeira.

 

“Conseguimos superar isso trabalhando, conscientizando o defensor que para superar a crise era preciso abraçar a população para que tivéssemos o respaldo que um dia iria chegar”, afirma.

 

Mendes ressalta que foi possível nomear todos os aprovados e concursos e realizar um novo certame que abriu vaga para 24 novos defensores. Destes, cinco desistiram e 19 foram empossados em cerimônia no último dia 20.

 

Os novos defensores assumirão seus postos no mês de janeiro e encaminhados para comarcas onde não há Defensoria Pública.

 

“As dificuldades existem para a gente superar e saber usar a criatividade para atravessar os períodos adversos. Hoje é uma grande vitória para nós”, afirmou o defensor-geral. 

 

“O número de pessoas que dependem da Defensoria Pública é crescente e o defensor é um vetor de dignidade e cidadania. Ao levar suas demandas adiante e resolver seus problemas seja na esfera judicial ou extrajudicial, nós estamos dando mais dignidade para aquela pessoa. Efetivamente, a defensoria vem se firmando na defesa dos direitos humanos. Este é um dos nossos principais ideais, garantir efetivamente o direito à Justiça”, enfatiza. 

 

No dia 2 de janeiro, assume o novo defensor-geral Silvio Jeferson Santana.

 

Para Sabado Mendes, o desafio da fuura gestão é a implementação de novas defensorias do Estado para onde serão encaminhados os defensores empossados recentemente. “Nossa pretensão é chegar a 200 defensores públicos no ano que vem. Não é o ideal, mas é o que temos em lei hoje. O ideal seria mais 60 profissionais”, explica.

 

Mato Grosso conta hoje com 191 defensores públicos empossados, distribuídos em 71 comarcas. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei








Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

Secretário dá tom de despedida

Conselheiro oficialmente afastado

Bancada de MT que se cuide

Deputados articularam indicação

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas