Terça-Feira, 08 de Agosto de 2017, 11h:05

Tamanho do texto A - A+

Juíza condena servidor da Justiça Federal a 6 anos de prisão e pagamento de R$ 325 mil

Por: JESSICA BACHEGA

A juíza Selma Arruda, titular da Sétima Vara Criminal, condenou Fernando Galdino Delgado, servidor do Tribunal Regional Federal da 1ª Região,  ao pagamento de R$ 325 mil a titulo de reparação do erário e seis anos de prisão. A condenação é pelo crime de peculato cometido pelo réu por 94 vezes enquanto era servidor da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

selma arruda

 Juíza Selma Arruda

A decisão de magistrada foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) que circula nesta terça-feira (8). 

 

De acordo com os autos, o réu teria cometido desvios por meio de contratos fictícios com diversas pessoas. Tais contratos eram inseridos no sistema da Seduc sem o conhecimento das pessoas, como forma de gerar pagamentos que eram revertidos para seu benefício . Os profissionais eram contratados e lotados em escolas desativadas ou acumulando funções.

 

A ação delituosa tinha “o objetivo de promover a evasão de recursos que deveriam ser revertidos em benefício para a população de Mato Grosso”, diz parte da ação.

 

Os recursos apropriados eram utilizados para o pagamento de “viagens, festas e despesas absolutamente dispendiosas e desnecessárias”, diz trecho do documento. 

 

Os crimes foram cometidos entre os anos de 2006 e 2010, enquanto Fernando Galdino era servidor da Pasta. 

 

O Ministério Público Estadual (MPE) ainda requereu que o réu perdesse seu cargo público. O pedido foi negado pela juíza, que ponderou que o acusado era lotado em outra repartição pública quando cometeu os delitos. No período ele era Coordenador de Provimento na Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto